Dana White, enfim, opinou sobre a recusa de Charles do Bronx em enfrentar Michael Chandler no card do UFC 258, que aconteceu no último sábado (13), em Las Vegas (EUA). Em entrevista ao site “Complex”, o presidente do Ultimate deu maiores detalhes sobre o caso e, para a surpresa de muitos, saiu em defesa do brasileiro, que em conjunto com sua equipe, optou por não aceitar o combate de última hora, ressaltando que teria pouco tempo para se preparar visando o confronto diante do americano.

“Teve, realmente, uma oferta para (Michael) Chandler lutar com Oliveira (Charles)? Sim, mas para ser justo com Oliveira, foi em cima da hora. Nós estávamos apenas checando para ver se esses caras queriam um retorno rápido. Oliveira falou: ‘Quero um camp completo’. E não tem nada de errado nisso”, disse o mandatário, esclarecendo que Do Bronx não tinha obrigação de aceitar o embate com tão pouco tempo.

“Não quero fazer isso soar como: ‘Oliveira recusou Michael Chandler’, porque não é verdade. O que Oliveira recusou foi uma luta de última hora. Se nós pudéssemos fazer isso, ele queria. Se ele quer um camp completo, é absolutamente justo”, concluiu Dana, ainda sem definir o próximo passo do lutador brasileiro.

Terceiro colocado no ranking peso-leve do Ultimate, Charles do Bronx vive a melhor fase de sua carreira e vem embalado por uma sequência de oito vitórias, a última delas em dezembro do ano passado, quando derrotou Tony Ferguson por decisão unânime no card do UFC 256. Ex-campeão dos leves do Bellator, Michael Chandler fez sua estreia pela organização em janeiro, no UFC 257, derrotando Dan Hooker por nocaute ainda no primeiro round. A boa vitória levou o americano, com apenas um duelo, à quarta colocação no ranking.