Diego Pato analisa disputa de cinturão contra Kennedy Maciel no F2W 163 e projeta próximos passos: ‘Quero lutar em todos os eventos’

Publicidade

Diego “Pato” Oliveira, de apenas 22 anos, vai disputar o cinturão do Fight to Win neste sábado (13), em Dallas, no Texas (EUA). O faixa-preta da equipe Cícero Costha vai medir forças contra o atual campeão, Kennedy Maciel, pela divisão dos pesos leves. Pato, vale ressaltar, vem embalado pela sua recente vitória contra Gabriel Sousa, no F2W 161, realizado há uma semana.

“Me sinto muito bem preparado para essa luta. O Kennedy é um atleta duro e é o atual campeão dessa categoria no Fight to Win. Fico feliz de poder disputar esse título com ele. Pela minha boa performance na minha primeira luta nesse evento, eu tenho essa oportunidade, e creio que também pelo que venho conquistando desde as faixas coloridas e em tão pouco tempo na faixa-preta. Estou mais do que pronto e na minha melhor forma”, apontou o faixa-preta, em entrevista exclusiva à TATAME.

Pato fez uma análise de sua última luta e contou o que faltou para finalizar Gabriel. Essa foi a quarta luta entre os atletas ao longo da trajetória de ambos na arte suave.

“O objetivo principal desse evento é apenas finalização, então eu acho que não faltou nada. Meu adversário é duro, bem difícil de ser finalizado. Essa é a quarta vez que eu luto com ele e, infelizmente, não consegui aproveitar a oportunidade de finalização. Mas já estou treinando os ajustes para o próximo”, refletiu Pato, para logo em seguida, planejar os próximos passos.

“Lutei o primeiro evento do ano apenas. Para mim, na luta contra o Gabriel, o que realmente fez a diferença foram os treinos que eu fiz ao longo da pandemia, pois isso foi muito importante para minha evolução. Eu pretendo lutar os eventos que estão acontecendo aqui, nos Estados Unidos, como o F2W e os eventos da IBJJF. Eu já estou no próximo BJJBET também. Quero lutar todos os eventos excelentes que estão no cenário do Jiu-Jitsu”, revelou o craque.

Pato, que tem 38 lutas na faixa-preta até agora, de acordo com o site BJJ Heroes, também aproveitou para falar da evolução do esporte e como torneios profissionais também dependem de boas lutas para crescer.

“O F2W e o BJJBET estão apoiando bastante o atleta e dando exemplo de organização. São eventos incríveis! O mínimo que nós, atletas profissionais, podemos fazer para apoiar é fazer uma boa luta. É lutar para frente para que, com isso, traga ainda mais visibilidade para os eventos. Isso vai fazer com que os eventos continuem apoiando e valorizando cada vez mais os atletas”, disse o campeão.

Questionado sobre quem deseja enfrentar nos próximos desafios, Pato foi clínico na resposta, como conta a seguir.

“Estou preparado há muito tempo e estou disposto a lutar com qualquer um. Não tem um adversário específico, todos estão em ótima fase e eu também. Então, fica difícil escolher apenas um”, encerrou.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade

Jiu-Jitsu