Apesar do choro ainda no octógono, momentos após a derrota para Kamaru Usman, em disputa de cinturão meio-médio realizada no último sábado (13), na luta principal do UFC 258, o que se viu foi um Gilbert Durinho consciente e franco na coletiva de imprensa depois do evento, que foi realizado em Las Vegas (EUA). Não foi dessa vez que o Brasil teve, pela primeira vez, um campeão do Ultimate na categoria até 77kg, e ao falar sobre o combate, Durinho acredita que falhou na estratégia a partir do segundo round.

“Acredito que eu cheguei muito perto de terminar a luta, mas ali eu fiquei muito na emoção. Cometi vários erros, acho que eu teria que ficar um pouco mais calmo e continuar mais na estratégia, movimentando bastante. No segundo round, parei de mexer a cabeça. Foi onde tomei mais golpes. Acho que errei bastante, não consegui levar a luta pelo meu próprio erro, porque saí da estratégia”, disse o brasileiro, que no primeiro assalto, chegou a “balançar” Usman com um forte golpe de direita.

Derrotado por nocaute, Gilbert sabe que uma nova chance de disputar o título da divisão pode demorar, tendo em vista que a classe dos meio-médios é uma das mais competitivas do UFC. Dessa forma, o atleta de Niterói (RJ), que vinha de seis vitórias consecutivas, espera retomar em breve ao octógono para reconquistar a chance de uma nova luta pelo cinturão.

“Olha, acho que que consigo ganhar dele (risos). Agora é fácil falar, mas acho que demonstrei muita coisa que dá para ganhar dele. Preciso ter mais disciplina, então o objetivo agora é recuperar e pegar mais duas ou três lutas e disputar o cinturão novamente. Acho que vou ter que descansar de duas a três semanas. Meados de março eu já volto a treinar. Em julho, já estou lutando de novo, acho. Não importa com quem. Com quem o UFC colocar”, concluiu o casca-grossa.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 258
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 13 de fevereiro de 2021

Card principal
Kamaru Usman derrotou Gilbert Durinho por nocaute técnico no 3R
Alexa Grasso derrotou Maycee Barber por decisão unânime dos jurados
Kelvin Gastelum derrotou Ian Heinisch por decisão unânime dos jurados
Julian Marquez finalizou Maki Pitolo com um triângulo de mão no 3R
Ricky Simón derrotou Brian Kelleher por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Anthony Hernandez finalizou Rodolfo Vieira com uma guilhotina no 2R
Belal Muhammad derrotou Dhiego Lima por decisão unânime dos jurados
Polyana Viana finalizou Mallory Martin com um armlock no 1R
Chris Gutierrez derrotou Andre Ewell por decisão unânime dos jurados
Gabriel Green derrotou Phil Rowe por decisão unânime dos jurados