No último dia 31 de janeiro, o Espírito Santo recebeu mais uma edição do Guarapari International Pro, realizado pela AJP Tour com o apoio de FBJJ e FCJJE, dos patrocinadores (Proway e Banestes), além de inúmeros colaboradores, que ajudaram a competição de Jiu-Jitsu a ser um sucesso. Uma das responsáveis pela organização, a faixa-preta Fernanda Mazzelli falou sobre o evento e todos os protocolos de segurança.

“Como ainda estamos em meio à pandemia, o torneio foi realizado seguindo todos os protocolos que regem os eventos esportivos, neste caso, seguimos os protocolos dos eventos de Jiu-Jitsu que estão acontecendo mundo afora. Foi um grande aprendizado não só para a organização, mas também para os atletas, professores e familiares”, revelou Fernanda a respeito da experiência inédita em um torneio de Jiu-Jitsu.

Devido às medidas para conter a disseminação do coronavírus, muitos eventos foram cancelados pelo Brasil por boa parte de 2020. Diversos atletas, inclusive, disputaram o primeiro torneio em meses apenas no último fim de semana, em Guarapari, pela AJP Tour. Apesar das dificuldades para realizar uma competição de tal magnitude, Mazzelli e os demais organizadores encontraram uma forma de fazer com que tudo saísse da melhor forma possível, promovendo segurança para todos os envolvidos.

“O evento ocorreu muito bem, foi realizado com um pouco de atraso devido aos protocolos, já que foi necessário solicitar a algumas pessoas para colocarem as máscaras, que estavam sem. Mas tudo ocorreu de acordo, tivemos lutas muito boas, atletas renomados e de fora do estado. Foi um evento muito bem organizado, estava com o coração ‘a mil’, tensa e preocupada, mas no final tudo deu certo”, declarou ela.

Com uma longa bagagem na arte suave, Fernanda Mazzelli já disputou torneios por vários cantos do planeta. Tricampeã mundial de Jiu-Jitsu, a experiente faixa-preta ficou perto de retornar aos tatames no evento, onde também foi organizadora, porém, devido às medidas de segurança e número de participantes, acabou optando por ficar de fora, vendo de perto os demais atletas brilharem: “Foi muito bacana ver atletas do Chile, Canadá, EUA, Argentina, Paraguai, Uzbequistão e vários estados do Brasil que vieram competir aqui em Guarapari! Eu estava inscrita, mas mediante a situação de controle de pessoas no evento, com a preocupação de um evento atípico, não pude lutar, mas fiquei muito feliz de ver a mulherada em peso”.

Há algumas semanas, Fernanda Mazzelli foi diagnosticada com Covid-19. Muito debilitada, a lutadora foi obrigada a ficar em isolamento por algumas semanas. Completamente recuperada do novo coronavírus agora, a lutadora retoma o ritmo nos treinamentos para voltar aos tatames o mais rápido possível.