A categoria dos leves segue indefinida no UFC. Ainda como atual campeão, Khabib Nurmagomedov anunciou sua aposentadoria em outubro de 2020, há mais de três meses. Dana White, presidente do UFC, tinha como meta fazer com que o russo desistisse da ideia de se retirar do esporte e depois, como “plano B”, cogitou marcar o duelo entre Dustin Poirier e Michael Chandler pelo cinturão da divisão. Os dois venceram Conor McGregor e Dan Hooker, respectivamente, no UFC 257, disputado no último mês de janeiro.

No entanto, Poirier, ex-campeão interino do Ultimate, negou o duelo e afirmou que Chandler, com apenas uma luta na companhia, não merece disputar o cinturão. Justin Gaethje endossou o discurso do “The Diamond” e garantiu que o culpado por toda essa confusão na divisão até 70kg é o próprio Dana White.

“A razão pela qual isso está acontecendo com Poirier é porque Dana White o usou, ele tentou, ele fez, ele fo*** Tony (Ferguson) e Dustin. Ele disse danem-se vocês, eu vou pegar o Chandler e ele vai ser o suplente nessa luta do título (entre o próprio Gaethje e Khabib, em outubro). Isso tudo aconteceu quatro meses atrás. Nós somos humanos, nós temos princípios, temos moral, e isso é o que é. É por isso que Dustin Poirier está dizendo (que não vai encarar o Chandler). Bom, eu suponho. Eu não converso com o cara”, comentou ao MMA Junkie.

Segundo Gaethje, os nomes que merecem disputar o título, no momento, são Poirier e o brasileiro Charles do Bronx – que ostenta uma série de oito vitórias seguidas e vem de um expressivo triunfo sobre Tony Ferguson, em dezembro: “Você não estaria errado em colocar Charles e Poirier lá (para disputar o cinturão). Ninguém pode argumentar contra isso. Eu quero Poirier. Eu sou o número 2. A me*** é que o UFC tem muito mais probabilidade de colocar Poirier x Conor McGregor lá antes de eles colocarem Poirier e eu. Essa é apenas a verdade. Espero que façam Do Bronx x Poirier”, concluiu Justin Gathje, que é ex-campeão interino dos leves.