O campeão mundial Erberth Santos é um dos candidatos ao prêmio de R$ 100 mil do GP dos Pesados do BJJ Stars 5, que acontece no próximo sábado (6). Embora não viva a melhor fase de sua vitoriosa carreira em termos de resultados, o roraimense garante ter retomado a motivação de outrora para voltar a subir no lugar mais alto do pódio. Isso, de acordo com ele, com o auxílio de dois fatores: treinos em Roraima e a mística “vacina do sapo”.

A “vacina do sapo” é um procedimento feito por xamãs indígenas de tribos da Amazônia. De acordo com a tradição, ela purifica o sangue através de substâncias extraídas de certos anfíbios da região, como a perereca Kambô. Nos homens, ela é aplicada no braço e nas mulheres, na perna. Proibido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o tratamento não tem qualquer comprovação científica, mas é um recurso utilizado por Erberth para revigorar suas energias.

“A ‘vacina do sapo’ é uma das fontes de purificação da alma, do corpo e da mente que os guerreiros indígenas tomam bastante. Procurei fazer o mesmo. Tudo que vem para a nossa evolução pessoal é bem-vindo. Tem pessoas que acreditam e pessoas que não acreditam. O mais importante é você saber o que está acontecendo com você, até porque só quem sabe da sua vida é você mesmo, então é você que tem que fazer por ela”, explica o faixa-preta.

Nascido no município de Zé Doca, no Maranhão, Erberth Santos cresceu em Boa Vista, capital de Roraima, onde deu seus primeiros passos no Jiu-Jitsu e, agora, escolheu como cenário para a sua preparação para o BJJ Stars.

“Vim para Roraima para ficar um tempo com a minha família. Saí de São Paulo para ficar um pouco com a minha família antes de me mudar para os EUA, mas assinei o contrato e aproveitei para treinar por aqui. Aqui o clima é diferente, tudo me ajuda. Aproveitei toda essa vibe de ficar aqui em Roraima treinando com meus amigos de infância, antigos adversários, enfim… treinando com todos os meus parceiros. Foi bem motivador”, destaca.

Bastante sincero, Erberth assume ter perdido o foco da carreira, mas garante ter voltado para o jogo como se estivesse no início de uma promissora trajetória.

“A gente passa por momentos difíceis na carreira. Acredito que todo atleta que chega no nível de conquistas que eu conquistei, acaba se desmotivando, e eu me desmotivei bastante, principalmente nos últimos quatro anos. Mas agora me sinto revigorado, de volta, bem fisicamente e mentalmente e estou bem feliz de lutar no BJJ Stars”, garante.

‘Sempre fui zebra’

Por seu histórico vitorioso, Erberth Santos se acostumou a ver os holofotes sempre em si nas competições. Porém, ele afirma nunca ter comprado a questão do favoritismo a seu favor, pelo contrário. E agora, vindo de resultados negativos, ele também não liga de estar entre os azarões da disputa.

“Na real, eu sempre entrei como zebra nas competições, independentemente de estar no ápice ou vindo de derrotas. Quem me colocava como favorito era a mídia. Já ganhei, já perdi, mas nunca desisti. Tem muitas pessoas que nem tentam, mas eu sempre tento muito, nunca desisto dos meus objetivos. Não vejo diferença em entrar como favorito ou zebra. Sempre vai ser o Erberth lutando ali e tenho certeza que meu nome dá muita audiência.”

Além de Erberth, o GP dos Pesados ainda é composto por Felipe Preguiça, Nicholas Meregali, Lucas Hulk, Gutemberg Pereira, Eric Munis, Luiz Panza e Yuri Simões. Ciente dos desafios que deverá superar para se sagrar campeão, Erberth fez questão de exaltar os nomes escalados pela organização.

“A gente ainda não conhece as chaves, mas são sete adversários muito bem preparados, selecionados a dedo, e para ser campeão eu vou ter que enfrentar três deles. Não tem nenhum bobo ali, então qualquer adversário vai ser duro, desde a primeira luta vai ser final de mundial. Vai ganhar quem errar menos. Acredito nisso. Só tenho a agradecer ao BJJ Stars pelo convite. Estou chegando. Segura o lobo!”

Devido à pandemia do coronavírus, a edição – mais uma vez – será fechada ao público, que poderá assistir ao evento histórico através do pay-per-view. Acesse agora o site BJJStars.tv e adquira o pacote.

CARD COMPLETO:

BJJ Stars 5
São Paulo, Brasil
Sábado, 6 de fevereiro de 2021
Pay-per-view – AQUI

GP dos pesados (até 97kg)
– Nicholas Meregali
– Gutemberg Pereira
– Lucas “Hulk” Barbosa
– Felipe “Preguiça” Pena
– Erich Munis
– Luiz Panza
– Yuri Simões
– Erberth Santos

Lutas casadas No-Gi
– Isaque Bahiense x Roberto Jimenez
– Vitor Terra x Percio Broca
– Miltinho Vieira x Gabriel Rollo
– Thamara Ferreira x Bia Mesquita

Superlutas de quimono
– Leon Amancio x Mario Reis
– Gustavo Batista x Leandro Lo