Conhecido por suas lutas no extinto PRIDE, além das passagens por eventos como Cage Warriors, K-1, entre tantos outros, o veterano Zuluzinho entrou em ação na última edição do “AMC Fight Nights”, realizada na cidade de Sochi, na Rússia. Aos 42 anos de idade, o gigante brasileiro de 180kg e 1,94m de altura enfrentou o russo Yusup Shuaev, em combate que ficou marcado por um momento emblemático, polêmico e curioso.

Na reta final do primeiro assalto, Zuluzinho acertou um cruzado de direita que levou o russo à lona em knockdown. O maranhense, então, partiu pra cima e pensou ter vencido o duelo, inclusive se jogando no chão de êxtase. A celebração, porém, durou pouco, já que o lutador foi alertado por seu córner que o árbitro central só o separou de Shuaev por conta do fim do primeiro round. Desta forma, o confronto continuou e foi para a decisão dos árbitros, que decretaram triunfo de Yusup Shuaev – para o descontentamento de Zuluzinho.

“Não acho que foi certo (vitória do russo). Ele sofreu um knockdown e depois ficou fugindo a luta toda. Correu. Eu não sou preparado para correr, e sim para lutar. Na minha opinião, venci”, opinou o brasileiro após a luta.

Logo depois da entrevista, Zuluzinho foi desafiado por um outro atleta russo, de 80kg – cerca de 100kg mais leve em relação ao brasileiro. O maranhense não apenas aceitou o “convite”, como se colocou à disposição para lutar imediatamente. O confronto, entretanto, ainda não tem uma data para ser realizado pelo evento.