Liderada pelo veterano Urijah Faber e considerada uma das principais equipes de MMA no mundo, a Team Alpha Male é celeiro de talentos e responsável, ao longo dos últimos anos, por revelar diversos atletas para as maiores organizações das artes marciais mistas. Visando expandir ainda mais os seus negócios, Faber, que ficou marcado pela sua trajetória vitoriosa no UFC, deseja olhar com mais atenção os atletas brasileiros.

Dessa forma, desde o ano passado, a “TAM”, que tem como “carro-chefe” atletas oriundos do Wrestling, vem ampliando os seus horizontes com o intuito de fortalecer ainda mais à equipe na parte de grappling. Para isso, foi desenvolvida a “Team Alpha Brazilian Jiu-Jitsu”, que já conta com filiais espalhadas por diversas partes do Brasil, como revelou Tiago Okamura, empresário responsável por tornar possível esse processo.

“A Team Alpha Male chega com uma proposta nova de equipe de Jiu-Jitsu no Brasil. O time tem como especialidade o Wrestling e, com o faixa-preta Fabio ‘Pateta’ Prado, vem desenvolvendo uma escola forte de grappling nos EUA. Agora, estão organizando a expansão mundial, começando com o Brasil, sob o nome Team Alpha Brazilian Jiu-Jitsu. A primeira equipe do Faber no Brasil surgiu em 2020, no Thunder Fight Gym, em São Bernardo do Campo, com a coordenação técnica de Zelvis Slootemaker, faixa-preta de Jiu-Jitsu e Luta Livre. A equipe está expandindo rapidamente, com filiais na Zona Leste de São Paulo, com Clebinho Sousa e Cristiano Sousa, em Campinas com Diogo Hannibal e o atleta do UFC Ricardo Carcacinha, Taubaté com Cacá Lima e a ex-atleta do UFC Kalindra Faria, Rio de Janeiro com Anderson Tavares, Macapá com Wanderson ‘Panda’ e o atleta do UFC Raulian Paiva, e no Rio Grande do Sul com Thiago ‘Minu’ Meller e Gabriel Baino”.

“A equipe tem uma proposta um pouco diferente das outras agremiações de Jiu-Jitsu, focando mais no grappling de competição do que no Jiu-Jitsu tradicional, o que tem agregado à equipe muitos professores que já têm foco no MMA e se identificam mais com o grappling e Jiu-Jitsu No-Gi”, disse Tiago, completando.

“Em sua primeira competição, o Mundial No-Gi da CBJJE, em 2021, a equipe ficou em décimo segundo na classificação geral e em quarto no feminino, com destaque para a russa Olya Klochkova, que levou o ouro no peso e absoluto, a veterana do Contender Series Maiara Amanajas, que conquistou ouro no peso e bronze no absoluto faixa-preta, e para Raphaela de Oliveira, ouro no peso. Foram 12 pódios no total para a equipe”.

 

Para fortalecer o trabalho que vem sendo desenvolvido no Brasil, a Team Alpha Male fechou uma importante parceria com o Thunder Fight, considerado um dos principais eventos de MMA do país. Marcelo Kina, presidente da organização, celebrou o vínculo e destacou que o Thunder Fight Gym, centro de treinamento da companhia, vem servindo como estrutura para treinos e, futuramente, será base para cursos e seminários.

“A parceria será ótima para o desenvolvimento do MMA no Brasil. Trata-se de uma escola forte de grappling, onde vamos ter cursos, seminários e professores de alto nível no Thunder Fight Gym. Esse intercâmbio será totalmente benéfico, pois vamos abrir as portas para atletas de alto nível. O Faber quer vir para o Brasil acompanhar essa transição e a ideia é melhorar o nível técnico dos atletas brasileiros e formar campeões”.