A judoca Maria Portela garantiu o Brasil no lugar mais alto do pódio ao conquistar a medalha de ouro do Grand Slam de Tbilisi, na Geórgia, no último fim de semana. Ela bateu a russa Madina Taimazova na final da categoria médio (70kg). Foi o primeiro ouro do Judô brasileiro no ano olímpico. Com os 1000 pontos conquistados, a atleta deve subir no ranking mundial e ficar perto da cabeça-de-chave para Tóquio-2020.

A gaúcha venceu cinco combates para faturar o seu terceiro título de Grand Slam. Primeiro, superou Ugne Pileckaite, da Lituânia, nas punições. Em seguida, bateu Donja Vos, da Holanda, por ippon, e, nas quartas, venceu Asma Alrebai, do Barein, nas punições. Para chegar à decisão, Portela foi estratégica e contragolpeou a belga Gabriela Willems para anotar um waza-ari no “golden score”. Já na final contra Taimazova, a brasileira, mais uma vez, venceu nas punições (3-1) para finalizar o dia com um desempenho perfeito.

Mais medalhas

Além do ouro de Portela, o Brasil conquistou mais três medalhas no Grand Slam. Na categoria +100kg, Rafael Silva “Baby” ficou com a medalha de prata, parando apenas na final diante do georgiano Gela Zaalishvili. Entre as mulheres, Maria Suelen Altheman e Beatriz Souza garantiram uma dobradinha no pódio vencendo Yan Wang, da China, e Raz Hershko, de Israel, respectivamente, nas lutas pelos bronzes da divisão +78kg.

> RESULTADOS FINAIS:

Maria Portela (70kg) – Ouro
Rafael Silva (+100kg) – Prata
Beatriz Souza (+78kg) – Bronze
Maria Suelen Altheman (+78kg) – Bronze
Larissa Pimenta (52kg) – 5º lugar
Ketelyn Nascimento (57kg) – 7º lugar
Ketleyn Quadros (63kg) – 7º lugar