A declaração de Paulo Borrachinha ao afirmar que lutou “de ressaca e meio que bêbado” diante de Israel Adesanya, em setembro do ano passado, no UFC 253, após tomar uma garrafa de vinho antes do confronto – na tentativa de dormir -, não repercutiu nada bem entre os lutadores e fãs de MMA, que fizeram duras críticas ao brasileiro. Responsável por derrotar o mineiro por nocaute no segundo round, o campeão peso-médio também repreendeu duramente ele, dizendo para Borrachinha “engolir o ego, pois havia levado uma surra”.

Borrachinha, no entanto, parece não ter se importado com as críticas que recebeu nos últimos dias. Por meio do seu Twitter, o brasileiro, inclusive, encarou a situação de forma “bem humorada” e, referindo-se a si mesmo na terceira pessoa, disse que seguia invicto no MMA, levando em conta os combates que não bebeu.

“(Paulo) Costa sóbrio ainda está invicto”, escreveu Borrachinha através de suas redes sociais. Vale ressaltar que, antes do revés para Israel Adesanya, o mineiro estava invicto no MMA, com 13 vitórias contabilizadas.

Em meio à sua polêmica declaração e as críticas recebidas, Paulo Borrachinha tem um importante desafio pela frente. No próximo dia 17 de abril, o lutador, de 29 anos vai enfrentar o ex-campeão Robert Whittaker.