Vídeo: Gurgel discute ‘mitos e lendas’ da arbitragem no Jiu-Jitsu e acredita que parcialidade já é um assunto superado

Fábio Gurgel acompanhou de perto a evolução e construção do Jiu-Jitsu esportivo. O General da Alliance publicou em seu canal no YouTube um vídeo sobre os mitos e lendas da arbitragem. O faixa-coral relembrou, por exemplo, quando competia, ainda nas faixas coloridas, e o sistema de arbitragem era diferente do atual.

“Você tinha um árbitro central e três bandeiras. Os bandeiras tinham que anotar na papeleta o que era ponto e combatividade, o que era muito subjetivo. Combatividade ainda era dividida em duas partes: em pé e no chão. O que a gente entende hoje como vantagem, podia ser combatividade na leitura de um árbitro ou podia não ser”, comentou Gurgel, afirmando que esses bandeiras eram menores graduados no Jiu-Jitsu.

O faixa-coral também aproveitou para elogiar a evolução da arbitragem e das regras. Gurgel destacou que a “parcialidade” é um assunto superado no Jiu-Jitsu, algo que ficava em dúvida no passado da modalidade.