O recorrente questionamento dos lutadores em relação a falta de valorização financeira por parte do UFC tem ganhado novos capítulos nos últimos meses. Nesta semana, Corey Anderson, que trocou o Ultimate pelo Bellator em meados de 2020, usou as redes sociais para revelar que dobrou os ganhos na franquia liderada por Scott Coker em apenas duas lutas, ao comparar o que tinha recebido em sete anos de casa no UFC.

“O UFC me deu a carreira. O Bellator me deu a vida! Em duas lutas e seis meses com o Bellator, eu ganhei o dobro do que consegui em 15 lutas e sete anos com o UFC. Agora eu vivo e aproveito a vida ao máximo com minha família todos os dias! Pense sobre isso”, publicou o meio-pesado através de seu perfil no Twitter.

Pelo UFC, Anderson teve 15 lutas, com dez vitórias e cinco derrotas. Quando trocou a companhia dirigida por Dana White, “Overtime” estava no Top 5 e era um dos principais atletas da categoria. No Bellator, o lutador estreou em novembro do último ano com vitória sobre Melvin Manhoef. Na última sexta-feira (16), nocauteou Dovletdzhan Yagshimuradov e avançou para semifinal do GP dos meio-pesados para enfrentar Ryan Bader.