Campeã dupla (peso-galo e peso-pena) do Ultimate, Amanda Nunes já tem data e adversária definidas para voltar ao octógono da organização. A brasileira vai defender o cinturão dos galos em card do UFC marcado para acontecer no dia 7 de agosto, ainda sem local definido, contra a americana Julianna Peña. A informação foi confirmada na última quinta-feira (15) pela ESPN americana.

Amanda Nunes vai para sua sexta defesa de título nos 61kg, no entanto, a “Leoa” não o colocava em jogo desde 2019, quando derrotou Germaine de Randamie no UFC 245. Em suas últimas duas apresentações, contra Felicia Spencer e, mais recentemente, Megan Anderson, a baiana defendeu o cinturão peso-pena. Atualmente com 32 anos, Amanda não perde uma luta desde 2014 e vem embalada por uma incrível sequência de 12 triunfos consecutivos no UFC.

Americana de origem venezuelana, Julianna Peña é a atual sexta colocada no ranking peso-galo do Ultimate. A atleta, de 31 anos, possui um cartel de 10 vitórias e quatro reveses em sua trajetória no MMA, e em sua última luta, em janeiro deste ano, derrotou Sara McMann por finalização (mata-leão) no terceiro round de combate.

Santiago Ponzinibbio tem nova luta marcada

Quem também teve novo desafio marcado pelo UFC foi Santiago Ponzinibbio. O “Argentino Gente Boa” terá pela frente o americano Miguel Baeza, em confronto válido pela categoria meio-médio e agendado para ocorrer no dia 5 de junho. O site “Combate”, na última quinta-feira, confirmou a informação inicialmente.

Com 34 anos e um cartel de 27 triunfos e quatro derrotas no esporte, Ponzinibbio vinha de sete vitórias consecutivas, mas em sua apresentação mais recente, no mês de janeiro, foi nocauteado por Jingliang Li ainda no primeiro round. Vale ressaltar que, antes deste último confronto, o argentino chegou a ficar mais de dois anos sem lutar.

Adversário de Santiago e seis anos mais novo em relação ao argentino, Miguel Baeza está invicto no MMA, com 10 triunfos, sendo sete deles por nocaute. Vindo do reality show “Dana White’s Contender Series”, o americano já fez três lutas no UFC, superando Hector Aldana, Matt Brown e Takashi Sato, respectivamente.