Lucas Montalvão é um notório faixa-marrom de Jiu-Jitsu. Aos 19 anos, o atleta da Double Five continua adicionando medalhas importantes à sua coleção. No último fim de semana, em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, Lucas enfileirou três adversários para ficar com o ouro na divisão até 120kg do Grand Slam. Primeiro, ele venceu o russo Idris Aliev (Sharjah Self-defense), para logo depois superar os compatriotas Guilherme Guedes (Checkmat) e Carlos Tassone (Al Wahda Club) na semifinal e final, respectivamente.

“Vencer aqui em Abu Dhabi foi incrível! Eu estava há um tempo sem viajar para lutar e sentir essa sensação, vencer e ser valorizado por isso é bom demais. O meu desempenho foi bom, a meu ver. Eu consegui conectar meu jogo por baixo desde o início da luta, raspei e administrei por cima até o final. Fiquei bem feliz de impor meu ritmo contra um atleta duríssimo”, contou Montalvão ao analisar a vitória sobre Carlos Tassone na final.

Apesar de ser um peso-pesado, Lucas chama atenção por conta do seu jogo versátil de guarda, onde gosta de atuar com a guarda laçada para aplicar raspagens. Qual seria o segredo do sucesso? Ele falou a seguir:

“Desde que comecei a treinar, eu tenho essa facilidade de jogar tanto por cima, quanto por baixo. Eu acredito que por treinar da maneira correta, sempre me ponho em situações adversas nos treinamentos e com isso consigo evoluir. Meu dia a dia não tem muito mistério: eu malho pela manhã, treino à tarde e dou aula de noite. Treino para ser campeão, então faço tudo certinho”, disse o jovem, praticante de Jiu-Jitsu desde 2016.

Em menos de um ano como faixa-marrom, Lucas está animado com os resultados e espera somar mais um título no Abu Dhabi World Pro, principal competição da UAEJJF/AJP. Ele entra em ação nesta sexta-feira (9).

“Nunca me senti tão bem quanto agora. Ultimamente, minha mente tem sido a minha melhor amiga e isso ajuda muito. Sei que pago o preço para ser merecedor do que venho conquistando. Não vejo a hora de lutar”.