A Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro escolheu o novo Conselho Diretor para o quadriênio 2021-24. Jucinei Costa, atual presidente, foi reconduzido ao cargo, enquanto Jeferson Vieira, atual superintendente administrativo, assumiu a vice-presidência. A eleição foi feita durante a Assembleia Geral Ordinária realizada virtualmente no último dia 27. De 52 entes aptos a votar, 35 estiveram presentes e escolheram, por unanimidade, a chapa formada por Jucinei e Jeferson. O presidente falou sobre os próximos passos da FJERJ.

“O processo eleitoral no Rio de Janeiro, como já se esperava, foi bem tranquilo. Acredito que fizemos um bom trabalho, com apoio e reconhecido por toda a comunidade do Judô. Nossa intenção é dar continuidade ao trabalho que a gente vinha desenvolvendo, investir na capacitação tanto dos nossos funcionários, quanto dos nossos professores. Entendemos que quanto mais qualificados nossos professores estiverem, melhor serão as aulas e os treinamentos ministrados por eles. E, num círculo virtuoso, isso se refletirá diretamente na qualidade do Judô tanto em competição, quanto nos processos de graduação”, disse Jucinei, que seguiu:

“Continuaremos na batalha para mandar nossas equipes para os Campeonatos Brasileiros com tudo pago. Íamos realizar essa ação em 2020, mas, por conta da pandemia, as competições não foram realizadas e, assim sendo, esperamos fazer em 2021 caso os eventos sejam. Nessa direção que estamos fazendo nossa gestão, sempre contando com as opiniões, sugestões, ideias, contribuição de todos os nossos técnicos e professores que têm sido peças fundamentais nas decisões tomadas”, completou o presidente da FJERJ.

O novo vice-presidente da federação também se pronunciou sobre o triunfo no pleito: “Agradecer aos filiados por confiar nessa gestão e dar a oportunidade de seguirmos à frente da FJERJ por mais quatro anos, mas agora com uma pequena mudança. Temos ciência que já realizamos grandes coisas, graças a uma gestão participativa, com a colaboração de todos que se dispuseram a entrar no debate, e responsável, prezando pela sustentabilidade financeira da entidade, mas ainda temos muito a trabalhar”, falou Jeferson Vieira.

O atual vice-presidente, Leonardo Lara, assume a recém-criada diretoria técnica da FJERJ, ocupando uma lacuna identificada durante a gestão passada. Também foi definido o Conselho Fiscal Efetivo, composto por Augusto Eduardo Ramos, Rodrigo Viana Mulatinho e Carlos Alberto Monteiro de Farias; e o Conselho Fiscal Suplente, composto por Fernando Moraes Ribeiro, Edison Correa Falcão Júnior e Jorge Luiz Menna da Rocha.

Além da eleição, a AGO teve a apresentação do robusto Relatório Técnico, com mais de 100 páginas, e também uma prestação de contas, aprovada pelos membros da diretoria da federação do Rio de Janeiro.