Fernanda Mazzelli somou mais dois títulos ao seu vasto currículo no Jiu-Jitsu. Tricampeã mundial, a faixa-preta de 32 anos brilhou no Sul Americano No-Gi, realizado por CBJJ/IBJJF no último fim de semana, no Rio de Janeiro. Sem lutar em uma competição deste nível desde 2019, quando venceu o Vitória Open, Fernanda não sentiu a pressão e fez bonito no torneio, apesar da ansiedade.

“Acabo ficando muito ansiosa, sinto um frio na barriga, mas a gente tem que saber controlar. Quando voltei, ainda no Estadual do Espírito Santo, me senti até um pouco estranha na primeira luta, mas depois que peguei o ritmo tudo acabou ficando mais fácil”, declarou a faixa-preta, que tem afiado a preparação física com Tony Bergamo e o chão com o coach Thiago Oliveira.

Atleta consagrada no cenário brasileiro e mundial, Fernanda Mazzelli retornou aos tatames em meados de março – após pausa por conta da pandemia -, quando competiu em uma das etapas do Estadual da FCJJE, no Espírito Santo. Na ocasião, ela ficou com o título no absoluto ao fechar a categoria com sua companheira de treinos Juliana Araújo, bicampeã brasileira.

Orgulhosa do desempenho no Sul Americano sem quimono, onde levou o ouro tanto na sua divisão, quanto no absoluto, a lutadora pretende seguir ativa para aumentar sua coleção de medalhas, já extensa em mais de 13 anos de carreira apenas como faixa-preta: “Fiquei muito feliz com o resultado no Sul Americano, agora pretendo lutar todos os eventos possíveis, me manter mais ativa no cenário e disputar torneios locais, assim como os de maior repercussão no Brasil”, completou.