Após flertar com o BKFC (Bare Knuckle Fighting Championships) em 2019, quando foi cotado para enfrentar a lenda Mike Tyson, Wanderlei Silva, mais uma vez, pode estar próximo de fechar com o evento de Boxe sem luvas. Quem garantiu isso foi o presidente da organização, Dave Feldman, que vem pensando nos cards que pretende fazer em 2021 e, dessa forma, visa contratar nomes de alto nível para o plantel da franquia.

O mandatário, que no início do ano revelou que abriria conversas com Junior Cigano e Alistair Overeem – também ex-lutadores do UFC -, na tentativa de contratá-los, deu a entender que está em negociações avançadas para fechar a contratação do “Cachorro Louco”, que está atualmente com 44 anos de idade.

“Wanderlei Silva vai lutar (pelo BKFC). Ele tem treinado muito duro e pretendo conversar com ele muito em breve, e então vamos dar ao Wanderlei uma lista de três oponentes diferentes (para escolher). Vai ser algo ótimo, que queremos anunciar muito em breve”, disse Feldman em entrevista ao site MMA Fighting.

Profissional de MMA desde 1996, Wanderlei Silva contabiliza 35 vitórias e 14 derrotas em seu cartel profissional. O brasileiro, ao longo desse período, acumulou passagens por eventos como IVC, PRIDE e UFC, se notabilizando como um dos principais nomes da sua geração e responsável por duelos memoráveis. O curitibano ainda teve uma curta passagem pelo Bellator, onde amargou reveses para Chael Sonnen e Quinton “Rampage” Jackson, este último em 2018, ano em que fez sua despedida das artes marciais mistas.