Sem lutar profissionalmente desde 2018, quando foi derrotado por Lyoto Machida no card do UFC 224, Vitor Belfort foi contratado pelo ONE Championship em 2019. A expectativa era grande para a estreia do brasileiro na organização asiática, no entanto, após dois anos, o “Fenômeno” ainda não lutou pela companhia, apesar das inúmeras especulações de combates envolvendo o lutador.

No auge dos seus 44 anos e com um cartel de 26 vitórias e 14 derrotas no MMA profissional, Belfort, ao que tudo indica, está disposto a fazer mais uma mudança em sua carreira. Na última terça-feira (18), durante um media day realizado na sede da academia de Floyd Mayweather, em Las Vegas (EUA), o veterano revelou que se vê focado em retornar ao Boxe, modalidade onde, em 2006, fez um duelo profissional, derrotando Josemario Neves por nocaute. Além disso, Vitor afirmou que seu vínculo com o ONE Championship está próximo do fim.

“Estou procurando por um oponente agora. Ouvi dizer que Oscar de la Hoya está procurando alguém para enfrentar. (…) Oscar, não tenha medo. (Sobre o ONE Championship) Agora nosso acordo está para ser encerrado. Não temos nenhuma luta por lá. Mas isso é Boxe, estou livre para lutar Boxe”, declarou Vitor Belfort, em entrevista à Ag. Fight.

Além de Oscar de la Hoya, Belfort citou que outro possível adversário que desperta seu interesse é Anderson Silva, para quem foi derrotado em 2011, por nocaute ainda no primeiro round, no UFC 126. Uma revanche entre os lutadores foi muito cogitada enquanto estavam sob contrato com o UFC, mas nunca aconteceu. Agora, com “Spider” no Boxe – tem duelo marcado contra Julio César Jr. em junho, no México -, o tão esperado reencontro entre os brasileiros pode, enfim, acontecer.

“Anderson Silva seria incrível. Eu e Anderson seria uma grande revanche no Boxe. (…) Pode ser o Oscar de la Hoya, o Anderson Silva, o Evander Holyfield… Tem uma lista de caras que podem fazer isso acontecer”, finalizou.