Atração principal do UFC Vegas 26, Marina cita planos em caso de vitória: ‘Top 3 ou cinturão’

Publicidade

* Sexta colocada no ranking peso-palha do Ultimate, Marina Rodriguez está pronta para fazer a luta mais importante da sua carreira até o momento. No próximo sábado (8), no card do UFC Vegas 26, em Las Vegas (EUA), a brasileira vai enfrentar Michelle Waterson e, pela primeira vez, será responsável por fazer a luta principal de um evento da organização. Embalada após a ótima vitória por nocaute sobre Amanda Ribas em sua última apresentação, Marina busca mais um triunfo para chegar ainda mais perto das atletas que buscam uma futura oportunidade para disputar o cinturão da divisão até 52kg.

Apesar da brasileira e Waterson lutarem na divisão peso-palha, o combate no UFC Vegas 26 não será nesta classe de peso. Como o duelo foi acertado com apenas 11 dias de antecedência, as atletas teriam pouco tempo de preparação e não teriam as condições ideais para bater o peso de 52kg. Sendo assim, ficou definido que o embate acontecerá no peso-mosca (até 57,2kg). Em entrevista exclusiva à TATAME, Marina Rodriguez explicou a situação com mais detalhes.

“Com 11 dias, eles vieram nos oferecer esse main event, já que a luta do TJ Dillashaw caiu. Foi uma ótima negociação, não tem como negar um main event. Fizemos um acordo excelente para essa luta acontecer, só teve um porém. Eu até conseguiria bater os 52kg e lutar de peso-palha, mas com pouco tempo, eu ficaria muito debilitada. Então, aceitamos lutar de peso-mosca, assim como a Michelle Waterson”, contou a atleta.

Ao longo do bate-papo, a lutadora de 33 anos falou sobre o fato de ter aceitado a luta com poucos dias de antecedência, analisou o atual cenário da categoria peso-palha, agora com Rose Namajunas novamente como campeã, e revelou quais são os seus planos em caso de boa vitória contra Michelle Waterson.

Veja outros trechos da entrevista com Marina Rodriguez:

– Luta com 11 dias de antecedência e estratégia para o combate

Depois da minha última vitória, eu continuei treinando normalmente. Procuro sempre me manter 70% treinada, caso apareça alguma oportunidade de lutar. Eu já queria a Michelle Waterson, mas a gente estava pedindo para lutar em julho, e o UFC nos ofereceu o duelo agora, no dia 8 de maio. Então, recebi o aviso com 11 dias de antecedência. Como disse, já estava treinando, o que fizemos foi ajustar a estratégia, aceleramos o ritmo para chegar forte na luta e é isso. Plano é fazer uma luta estratégica, enxergando o momento certo para conectar minha mão, exatamente como aconteceu contra a Amanda Ribas.

– Adversárias que buscam a luta agarrada sabendo do seu poder de nocaute

Como em todas as minhas lutas, as minhas adversárias sempre vão querer vir para a luta agarrada comigo, e espero isso nessa luta de sábado também. Pode ser que no começo não, mas quando minha mão começar a entrar, elas vão sentir, porque meu golpe é diferenciado, ele tem uma potência e machuca. Então, se ela (Michelle Waterson) não vier direto para a luta agarrada, quando ela sentir a mão, terá que ir para o plano B, vai ter que fazer o jogo agarrado. E para isso eu estou preparada desde a minha primeira luta. Como eu venho do Muay Thai, sabemos que preciso ter um jogo completo, então venho evoluindo muito a cada luta. Estou cada vez melhor no jogo de chão, tanto nas defesas de queda, em derrubar, e também no Jiu-Jitsu em si. Estou sempre esperando que elas venham fazer isso e pronta para fazer meu jogo, em conectar minha mão e conseguir um nocaute.

– Situação da categoria após Rose Namajunas reconquistar cinturão

Com a vitória da Rose Namajunas contra a Weili Zhang, a categoria deu uma nova mexida. Acredito muito que com essas alternâncias de campeãs, com isso, novas atletas tenham a chance de lutar pelo cinturão, é isso que eu espero, muito em breve também ter essa chance pelo título. Sobre a Rose ter um domínio, depende muito das adversárias. Ela tem um espírito de campeã, ela tem a condição de manter o cinturão. Estamos sempre na espera de grandes oportunidades. Quando a chance vier, estaremos com o pé no chão e prontos para fazer uma grande luta, seja contra quem for e onde for.

– O que acha da possibilidade da Weili Zhang receber uma revanche imediata?

É possível que a Weili Zhang receba a chance para fazer a revanche imediata contra a Rose Namajunas. O UFC que sabe o que é melhor para a categoria, o que gera mais lucro para a empresa (risos). Eu acho mais interessante que a categoria gire, circule. Afinal, outras atletas bem ranqueadas também precisam ter oportunidades pelo cinturão.

– Planos para a carreira em caso de boa vitória no sábado

Os próximos passos sempre vão ser pensados após a luta. Caso eu vença por nocaute, para emplacar dois nocautes seguidos, com certeza eu já vou mirar o Top 3, ou até mesmo o cinturão. Como a categoria está bem acirrada e movimentada, eu não descarto essa possibilidade. A chance pelo cinturão pode acontecer, eu estarei esperando, ou então uma Top 3, mas é preciso aguardar algumas lutas. Estarei treinando e pensando nelas, como a Joanna Jedrzejczyk, Yan Xiaonan, a própria Weili Zhang… A Carla Esparza eu só aceitaria uma revanche se fosse com o cinturão em disputa. As demais, eu aceito enfrentar tranquilamente. Caso nenhuma dessas meninas esteja disponível pelo cinturão, eu com certeza vou estar e vou promover uma grande luta, independentemente do resultado. Vou vender caro a vitória (risos).

CARD COMPLETO:

UFC Vegas 26
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 08 de maio de 2021

Card principal (21h, horário de Brasília)
Peso-mosca: Marina Rodriguez x Michelle Waterson
Peso-meio-médio: Donald Cerrone x Alex Morono
Peso-meio-médio: Neil Magny x Geoff Neal
Peso-pesado: Maurice Greene x Marcos Pezão
Peso-leve: Carlos Diego Ferreira x Gregor Gillespie
Peso-palha: Amanda Ribas x Angela Hill

Card preliminar (18h15, horário de Brasília)
Peso-pesado: Ben Rothwell x Philipe Lins
Peso-médio: Phil Hawes x Kyle Daukaus
Peso-pena: Ludovit Klein x Mike Trizano
Peso-mosca: Ryan Benoit x Zarrukh Adashev
Peso-médio: Jun Yong Park x Tafon Nchukwi
Peso-meio-médio: Christian Aguilera x Carlston Harris

* Por Mateus Machado

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade