O UFC 262 deste sábado (15), em Houston, nos Estados Unidos, vai ser especial. No evento, o brasileiro Charles do Bronx vai fazer a luta principal da noite contra o americano Michael Chandler, em confronto que vai valer o cinturão peso-leve da organização, que está vago desde a aposentadoria de Khabib Nurmagomedov. Caso vença, o paulista se junta a Deiveson Figueiredo (campeão peso-mosca) e Amanda Nunes (campeã peso-galo e peso-pena) como brasileiros detentores de cinturão no Ultimate.

Além de Charles do Bronx, outros três brasileiros entram em ação no card principal da edição. Na expectativa por uma chance pelo cinturão no peso-mosca feminino, Vivi Araújo vai medir forças contra Katlyn Chookagian e, em caso de vitória, ficará muito próxima do Top 5 da sua divisão. O peso-pena Edson Barboza e o peso-galo Rogério Bontorin enfrentam Shane Burgos e Matt Schnell, respectivamente.

Além disso, teremos outros três brasileiros no card preliminar. Na divisão peso-médio, o experiente Ronaldo Jacaré vai enfrentar o compatriota André Sergipano, que está invicto na organização. Já na categoria peso-mosca feminino, Priscila Pedrita faz seu retorno ao Ultimate e terá a americana Gina Mazany pela frente.

Charles do Bronx luta pelo tíulo peso-leve

Charles do Bronx (30-8-0, 1NC) pode se tornar o 18º brasileiro a conquistar um cinturão do UFC. O paulista do Guarujá enfrenta o americano Michael Chandler na luta principal do UFC 262. Atual número três no ranking peso-leve, Charles vem em uma impressionante sequência de oito resultados positivos, que inclui uma finalização sobre Kevin Lee e uma contundente vitória por decisão sobre Tony Ferguson. Recordista de finalizações da história do UFC – são 14 triunfos conquistados através do seu afiado Jiu-Jitsu – Do Bronx vai agora em busca da maior conquista da sua carreira.

Do outro lado do octógono estará o americano Michael Chandler (22-5-0). Ex-campeão do Bellator, o peso-leve foi contratado no ano passado e estreou em janeiro de 2021, quando nocauteou o neozelandês Dan Hooker no primeiro round. A vitória o colocou na quarta posição do ranking e garantiu a chance de disputar o cinturão vago do russo Khabib Nurmagomedov, que se aposentou em outubro.

Embalada, Vivi Araújo mira o Top 5

De olho na terceira vitória seguida, a brasiliense Viviane Araújo (10-2-0) enfrenta a americana Katlyn Chookagian (15-4-0) em luta válida pelo peso-mosca feminino. Sétima da categoria que tem Valentina Shevchenko como campeã, Vivi venceu as americanas Roxane Modafferi e Montana De La Rosa em suas últimas duas lutas. Mais uma neste sábado pode garantir a Vivi um lugar no Top 5 da categoria. Isso porque a sua oponente é a vice-líder do ranking peso-mosca. Chookagian, que já lutou pelo cinturão, vem de vitória sobre Cynthia Calvillo em novembro de 2020.

Edson Barboza busca novo triunfo

Edson Barboza (21-9-0) segue sua caminhada na divisão peso-pena do UFC. O natural de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, desceu para a categoria há cerca de um ano em busca de novos desafios. Em sua última luta, em outubro de 2020, superou Makwan Amirkhani por decisão unânime. Atualmente na 13ª posição no ranking da divisão até 66kg, Edson enfrenta Shane Burgos (13-2-0), nono entre os penas. O americano vem de uma derrota, para Josh Emett, que interrompeu uma sequência de três vitórias.

Jacaré e Sergipano fazem duelo brasileiro

O UFC 262 também vai promover o encontro entre dois brasileiros dentro do octógono: Ronaldo Jacaré (26-9-0, 1NC) e André Muniz “Sergipano” (20-4-0) se enfrentam em luta válida pelo peso-médio. Considerado durante anos um dos melhores atletas brasileiros da divisão, Jacaré entra no Toyota Center, em Houston, de olho em retomar o caminho das vitórias e voltar ao ranking da categoria. O seu adversário, o mineiro André Sergipano, foi contratado pelo UFC depois de participar da versão brasileira do Contender Series, em 2018. De lá pra cá, acumulou duas vitórias na organização – a última, uma finalização sobre Bartosz Fabinski no primeiro round.

Mais dois brasileiros entram em ação

Rogério Bontorin (16-3-0, 1NC) e Priscila Pedrita (9-3-0) completam o time brasileiro no evento. Nono do peso-mosca, o paranaense Bontorin também entrou no UFC depois de participar do Contender Series Brasil. Com 16 vitórias e apenas três derrotas na carreira, ele enfrenta o americano Matt Schnell (15-5-0), apenas uma posição acima dele no ranking, em um duelo válido pelo peso-galo.

Já a peso-mosca Priscila Pedrita quer manter o bom momento conquistado em sua última luta, quando venceu Shana Dobson com um nocaute no primeiro round. Neste sábado, a carioca enfrenta a americana Gina Mazany (7-4-0), que participou do The Ultimate Fighter 18 e também vem de vitória – sobre Rachel Ostovich em novembro.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 262
Houston, Texas (EUA)
Sábado, 15 de maio de 2021

Card principal 
Charles do Bronx derrotou Michael Chandler por nocaute técnico no 2R
Beneil Dariush derrotou Tony Ferguson por decisão unânime dos jurados
Rogério Bontorin derrotou Matt Schnell por decisão unânime dos jurados
Katlyn Chookagian derrotou Viviane Araújo por decisão unânime dos jurados
Edson Barboza derrotou Shane Burgos por nocaute técnico no 3R

Card preliminar
André Sergipano finalizou Ronaldo Jacaré com uma chave de braço no 1R
Lando Vannata derrotou Mike Grundy por decisão dividida dos jurados
Jordan Wright derrotou Jamie Pickett por nocaute técnico no 1R
Andrea Lee finalizou Antonina Shevchenko com uma chave de braço no 2R
Priscila Pedrita derrotou Gina Mazany por nocaute técnico no 2R
Tucker Lutz derrotou Kevin Aguilar por decisão unânime dos jurados
Christos Giagos finalizou Sean Soriano com um triângulo de mão no 2R