Atleta da Fight Sports Miami, Rodrigo Francioni vem ganhando cada vez mais destaque no cenário norte-americano de Jiu-Jitsu. Aos 27 anos, o faixa-preta acumula quatro vitórias consecutivas no Fight 2 Win – um dos maiores eventos de grappling da atualidade. Pupilo de grandes feras como Roberto Cyborg e Vagner Rocha, o lutador falou sobre a sua vitória mais recente no F2W, contra Matthew Ferraiolo, que luta MMA.

“Foi uma vitória importante pra mim, visto que eu vinha de uma competição recente, o Sul Americano no Rio de Janeiro, e também no sentido de que eu cheguei muito em cima da hora. O meu voo foi no dia da competição, então cheguei às 8h30 manhã e lutei às 20h30 da noite, tive um espaço aí de 12 horas só de descanso. Além disso, meu oponente era 20 libras mais pesado e conhecido do mundo MMA com mais 30 lutas, o que deixou o triunfo mais importante”, disse o faixa-preta, que tem suporte da Tatami Fight Wear.

Rodrigo ficou com o bronze durante o Sul Americano No-Gi e agora pretende ir em busca do ouro no Pan No-Gi da IBJJF, que acontece nos dias 15 e 16 de maio, na cidade de North Richland Hills, Texas (EUA). Dentre os principais companheiros de treino do faixa-preta estão Gilbert Durinho, hoje um dos melhores lutadores do UFC na divisão dos meio-médios. Questionado a respeito da sua preparação para o próximo torneio, Francioni demonstrou confiança em busca do bicampeonato.

“A respeito do Pan Americano No-Gi, estou muito bem preparado. Estou treinando na Fight Sports com o Vagner Rocha, ano passado já consegui ser campeão, então a motivação é a mesma. Vou tentar usar o meu ponto forte, cair por cima, colocar muita pressão e se Deus quiser ser campeão novamente”.

O brasileiro possui uma coleção extensa de medalhas na carreira, sendo campeão do Sul-Brasileiro por quatro vezes, além do Sul Americano e Pan Americano No-Gi, entre outros torneios. Na arte suave desde os 13 anos de idade, Rodrigo Francioni foi graduada à faixa-preta por Eduardo Milioli, natural da cidade de Criciúma, Santa Catarina, e ainda não está satisfeito com suas conquistas. Segundo ele, o melhor ainda virá.

“Acredito que ainda não estou na melhor fase da minha carreira, ela ainda vai chegar. Acho que comecei agora e tenho muita gente boa ao meu lado que vai poder me direcionar para chegar onde quero. Acredito que os treinos na Fight Sports Miami têm me dado confiança para ser diferente do que eu era antes e conseguir melhores resultados na carreira” finalizou o casca-grossa, que além do Pan No-Gi, vai participar nas próximas semanas dos eventos Subversiv e AJP Pro Brusque.