Acostumado a sediar grandes eventos nos últimos anos, o Rio de Janeiro trabalha para trazer mais dois importantes eventos de artes marciais para o estado nos próximos meses: o Brasileiro de Kickboxing e também um card do SFT MMA. A reunião realizada nesta semana na Subsecretaria de Grandes Eventos do Estado do Rio de Janeiro ajustou as estratégias e avançou as negociações para concretizar os torneios.

O encontro contou com a presença de autoridades do governo e também esportivas. Marcelo Monfort, que é subsecretário Grandes Eventos, uma pasta vinculada à Secretaria de Turismo, esteve presente, assim como Capitulino Gomes (presidente da Federação de Kickboxing do Rio de Janeiro), e os representantes do Projeto Luva de Ouro, Débora Giordano e Jorge Antônio Cezário, o Blade, que é ex-atleta do UFC – que seguem na interlocução para a realização desses importantes eventos no estado fluminense ainda em 2021.

Entusiasta das artes marciais, já que é oriundo da Luta Livre do Mestre Hugo Duarte, o subsecretário Marcelo explicou que deseja fomentar o esporte com os grandes eventos, mas também com o lado social nas comunidades. O gestor público destacou a importância do estado receber o Brasileiro de Kickboxing.

“A subsecretaria está a disposição e estará junto no projeto para que captando um espaço para que a gente consiga fazer o evento e que esse evento (Campeonato Brasileiro de Kickboxing) seja o primeiro de muitos e que possamos trazer o Mundial da modalidade para o Rio de Janeiro”, declarou o subsecretário à TATAME.

Capitulino, presidente da FKBERJ, destacou o importante passo rumo a realização do Brasileiro de Kickboxing em setembro deste ano: “O encontro com o subsecretário de Grandes Eventos do Rio de Janeiro foi de suma importância, onde foi tratado o local para que possamos realizar o Brasileiro de Kickboxing, mas também falamos durante a reunião de eventos internacionais e profissionais dentro do nosso estado”, comentou.