Publicidade
Principal Jiu-Jitsu Jon Jones cita dificuldade em ganho de massa muscular e adia estreia...

Jon Jones cita dificuldade em ganho de massa muscular e adia estreia nos pesados para 2022

0
10
Jon Jones adiou sua estreia no peso-pesado para o ano de 2022 (Foto: Reprodução/Instagram)
Publicidade

Os fãs de MMA que estão na expectativa pelo retorno de Jon Jones ao UFC terão que aguardar um período maior para ver o lutador de volta ao cage. Na última terça-feira (25), o ex-campeão meio-pesado publicou uma série de textos em sua conta oficial no Twitter onde revelou, principalmente, que vem tendo mais dificuldades em ganhar massa muscular do que esperava inicialmente. Dessa forma, “Bones” deixou claro que só pretende fazer sua estreia na categoria peso-pesado do UFC em 2022.

“Eu sempre fui o magrelo da família. Me transformar em um peso-pesado de verdade é muito mais difícil do que eu imaginava. Quero fazer a coisa certa para a primeira vez. Na minha opinião, as únicas pessoas que se beneficiarão se eu me precipitar e mergulhar na categoria são os outros pesos-pesados. Pela forma como venho treinando, tenho certeza que serei um problema para eles no ano que vem. Estou tranquilo em esperar, e é exatamente isso que vou fazer”, disse Jones.

Atualmente com 33 anos e com um cartel de 26 vitórias e apenas uma derrota no MMA profissional, Jon Jones não luta desde fevereiro de 2020, quando venceu Dominick Reyes por decisão unânime na luta principal do UFC 247. Diante disso, o atleta foi questionado por um fã se ficaria mais um ano afastado, e Jones, além de confirmar, se mostrou animado para seu retorno ao MMA em 2022.

“Tenho a sensação de que todos vocês ainda estarão por aqui em 2022. O esporte estará maior do que nunca no ano que vem. Sempre procuro ver o lado bom das coisas”.

Vale ressaltar que, além de estar em transição física para a categoria peso-pesado, Jon Jones não vive uma boa relação com o UFC e, principalmente, com Dana White. O americano não entrou em um acordo financeiro com a organização para enfrentar Francis Ngannou, atual campeão da divisão até 120kg. Na ocasião, “Bones” pediu cerca de US$ 20 milhões para enfrentar o camaronês, mas a organização ofereceu US$ 8 milhões, proposta que não foi bem aceita pelo ex-detentor do título meio-pesado.

Publicidade

SEM COMENTÁRIOS

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui