O Jiu-Jitsu transforma vidas de pessoas de milhares de jovens pelo Brasil. Foi assim com a família Tôrres, da Zona Norte do Rio. Inicialmente, eles moravam no bairro da Abolição, mas por uma questão financeira, precisaram cortar gastos, mudaram de casa e foram para a comunidade da Vila do João – que faz parte do Complexo da Maré. Foi então que o pai Julio Cesar Tôrres, a mãe Joyce Ramos e os três filhos, Akyllys Tôrres (10 anos), Athylla Tôrres (8 anos) e Angelina Tôrres (2 anos), iniciaram uma nova jornada em suas vidas.

O que parecia ser um momento sem perspectiva, começaram a surgir oportunidades positivas. Akyllys, então, com 6 anos, pedia aos pais para entrar em uma academia de artes marciais, mas na região da Abolição as mensalidades das escolas de Jiu-Jitsu não cabiam no orçamento familiar. Na Vila do João, por um acaso, encontraram o projeto social do lutador de MMA José Aldo, que é ex-campeão do UFC e ídolo nacional.

“A minha esposa estava andando pela comunidade e viu a Escola de Lutas José Aldo, o Akyllys ficou doido. Falando que era ‘luta, vamos ver’. O professor Marcelo Negrão era o mestre do projeto, que disse para ele que, naquele momento, não tinha vaga, mas que era para ele voltar no outro dia e fazer um teste. No dia seguinte, ele se saiu muito bem, sem nunca ter feito nenhuma arte marcial. Ele tinha apenas 6 anos”, relatou o pai.

Com aptidão para o Jiu-Jitsu, Akyllys em três meses já estava competindo e foi ganhando confiança. O sucesso dentro e fora dos tatames, já que conseguiu se ver livre de um problema respiratório e de uma excessiva timidez, fez com que o irmão mais novo, Athylla, também entrasse no Jiu-Jitsu e começasse se desenvolver. Atualmente, os dois competem além da arte suave, Judô, Muay Thai, Luta Olímpica e Boxe.

“O Jiu-Jitsu mudou muito a vida dele (Akyllys). O filho que eu tenho com 6 anos, não é o que eu tenho com 10. O mais novo também quis treinar. Aí começou a trajetória dos dois”, comentou o pai Julio Cesar Tôrres.

Os dois participam das principais competições de Jiu-Jitsu do Rio de Janeiro e Akyllys, no último mês de abril, foi campeão da superluta promovida pelo Circuito Rio Mineirinho para os novos talentos no Pan Americano.

Akyllys foi campeão da superluta no Pan Americano da CBJJD (Foto: Arquivo Pessoal)