TATAME PLAY: professor de Jiu-Jitsu comenta trabalho realizado com equipe de Judô da Umbra/Vasco

Uma das principais equipes de Judô do Rio de Janeiro, a Umbra, que fica localizada na Zona Norte da Cidade Maravilhosa, tem recebido em seu dojo o professor Eduardo Neves, da equipe De La Riva. O faixa-preta de Jiu-Jitsu vem trabalhando a relação entre as duas artes marciais e comentou sobre esse desenvolvimento.

“O Jiu-Jitsu e o Judô são artes complementares, então, tem essa interseção entre as artes. A galera do Judô começa a luta em pé e tem a parte de chão. No Jiu-Jitsu, começa em pé também e acaba se desenvolvendo mais no chão. Tem posições que conseguimos adaptar e fazemos essa transição, afiando a habilidade do pessoal do Judô”, disse Eduardo Neves, que está trazendo esse diferencial para os atletas de competição.

Fabrício Amorelli, um dos professores da Umbra, comentou sobre a importância desse intercâmbio com o Jiu-Jitsu: “Hoje, por mais que a luta comece em pé, ela tem uma transição para solo, que seja mais dinâmica e mais rápida. A Federação Internacional de Judô, com as regras, passou a deixar esse chão não tão dinâmico como era. A parte ne waza tem se estendido um pouco, mas sempre com ações dinâmicas e buscando o ataque da pessoa que está buscando as finalizações. Estamos atrás mais dessa parte de treino de solo para que a nossa equipe possa melhorar ainda mais o desempenho nos torneios de Judô”, disse.

A Umbra, que tem uma importante parceria com o Vasco da Gama, é uma das principais equipes formadoras de jovens talentos no Judô nacional. O time já lançou grandes nomes para a seleção brasileira. A líder da equipe é a Sensei Soraya Amorelli, que tem na comissão técnica os filhos André e Fabrício Amorelli.