O Thunder Fight promoveu, no último domingo (2), o seu 26º evento de artes marciais mistas. A edição em São Paulo contou com 36 lutas, sendo três profissionais e 33 amadoras, com destaque para o duelo principal, onde Davi Bittencourt e Marcos Thailandes protagonizaram um embate eletrizante para os fãs de MMA.

Na primeira luta profissional da noite, Nicolas Sávio começou bem os trabalhos ao impor um domínio contra Edjanio Santos e conquistou o importante triunfo por decisão unânime dos jurados. No co-main event, Adriano Brandão aplicou um impressionante nocaute sobre Denilson Batista em menos de dois minutos.

Já o combate principal foi marcado por colocar frente a frente dois atletas extremamente talentosos e considerados promessas do MMA nacional: de um lado, Marcos Thailandes, e do outro, Davi Bittencourt. E em um dos melhores duelos da temporada 2021, com os dois lutadores se movimentando bastante e alternando posições no solo, a vitória ficou com Davi Bittencourt por decisão dividida dos jurados.

No MMA amador, alguns destaques foram Thiago Canhas, que conquistou mais uma vitória no Thunder Fight ao nocautear Antonio Marcos no terceiro round, e a sensação Thiago Caetano, que emplacou seu quinto triunfo na organização ao finalizar Jhonatas Marinas no segundo round. Sem público e com staff reduzido devido ao estado da pandemia de Covid-19, o evento realizou as lutas agendadas por um cronograma, onde os atletas chegavam ao ginásio uma hora antes do horário de atuar e, após o duelo, se retiravam do local.

RESULTADOS COMPLETOS:

Lutas profissionais
Davi Bittencourt derrotou Marcos Thailandes por decisão dividida dos jurados
Adriano Brandão derrotou Denilson Batista por nocaute técnico no 1R
Nicolas Sávio derrotou Edjanio Santos por decisão unânime dos jurados

Lutas amadoras
Thiago Caetano derrotou Jhonatas Marinas por finalização no 2R
Thiago Canhas derrotou Antonio Marcos por nocaute técnico no 3R
Gabriel Hardt derrotou Vinicius Eduardo por decisão dividida dos jurados
Clarissa Nabes derrotou Iris Machado por desistência
Samuel Cassimiro derrotou Luiz Henrique Alves por finalização no 1R
Ana Santos derrotou Maria Julia por finalização no 1R
Davis Sales derrotou Erivelton Samurai por nocaute técnico no 1R
Heloise Moraes derrotou Priscila por decisão unânime dos jurados
Pablo Soares derrotou Marion Silva por decisão unânime dos jurados
Denis da Cruz derrotou Kevin Matheus por decisão dividida dos jurados
Daniel Romão derrotou Marcondes Fernandes por decisão unânime dos jurados
Geovani Palacious derrotou Bruno Silva por decisão unânime dos jurados
Matheus Lino derrotou Gustavo Gobbi por decisão unânime dos jurados
Leandro Douglas derrotou Matheus Castro por desistência
Isley Silva derrotou Lucas Alves por decisão unânime dos jurados
Aline Mendes derrotou Angélica Mendes por nocaute técnico (interrupção médica)
Lucas Augusto derrotou Alberto Ferreira por por decisão unânime dos jurados
Luã Magalhães derrotou Romario Barbosa por por decisão unânime dos jurados
Everton Vieira derrotou Jeferson Oliveira por finalização no 1R
Emerson Apache derrotou Mauricio Santos por finalização no 2R
Vinicius Senger derrotou Murilo Mateus por decisão unânime dos jurados
Rafael Costa derrotou Fabricio Viti por finalização no 1R
Anderson Costha derrotou Fabio Nascimento por nocaute técnico no 1R
Douglas Santos derrotou Luiz Neves por decisão unânime dos jurados
Leandro Pires derrotou Lucas Gabriel por decisão unânime dos jurados
Victor Vigilato derrotou Matheus Gonçalves por decisão unânime dos jurados
Ricardo Patena derrotou Luciano Ferreira por decisão unânime dos jurados
Rodrigo Almeida derrotou Clayton Ferreira por finalização no 1R
Moises Santos derrotou Luiz Felipe Gino por nocaute técnico no 2R
Micael Silva derrotou Samuel Câmera por finalização no 1R
Gabriel Leandro derrotou Rodrigo Lopes por decisão unânime dos jurados
Junior Pedroso derrotou Tiago Felipe por decisão unânime dos jurados
Antonio Jorge derrotou Romilton Melo por finalização no 2R