Realizado na última quinta-feira (10), em Atlantic City, nos Estados Unidos, a quarta edição da temporada 2021 da PFL (Professional Fighters League) contou com duelos válidos pelos GPs da categoria peso-pena e peso-leve, mas a grande atração ficou por conta de um combate que não foi válido pelo torneio onde o campeão recebe US$ 1 milhão. Fazendo a luta principal da noite, Claressa Shields, bicampeã olímpica e tricampeã mundial de Boxe, estreou no MMA com vitória sobre Brittney Elkin.

Fazendo a transição para o MMA desde o ano passado, a americana, no entanto, teve a percepção de que precisa seguir os treinamentos para, possivelmente, repetir nas artes marciais mistas o sucesso que fez na nobre arte. Enfrentando uma atleta com um cartel irregular (três vitórias e sete derrotas), Claressa teve dificuldades na luta agarrada e, além de ter sido derrubada com facilidade, foi claramente dominada por Brittney no solo, escapando de finalizações nos dois primeiros rounds. O triunfo veio apenas no último assalto. Inicialmente, Shields acertou um bom golpe de direita e sua oponente sentiu, tentando levar a luta ao solo novamente. A multicampeã no Boxe, porém, conseguiu defender a queda e mostrou um bom repertório de golpes, que obrigaram o árbitro central a interromper o duelo e declarar sua vitória por nocaute técnico.

Já em duelos válidos pelos torneios da PFL, três brasileiros entraram em ação no evento da última quinta. Atual bicampeão peso-leve da organização, Natan Schulte teve pela frente o paraguaio Alex Martinez e até saiu vencedor, por decisão dividida dos jurados após três rounds de luta, mas o resultado não foi suficiente para o catarinense garantir sua classificação para os playoffs e, com isso, o lutador não tem mais chances matemáticas para sonhar pelo tricampeonato na categoria. Para isso, o atleta da American Top Team precisaria de uma vitória por nocaute ou finalização nos primeiros rounds, o que contabiliza mais pontos na classificação do torneio, mas não foi o que aconteceu.

Na divisão peso-pena, após ser derrotado por Brendan Loughnane por nocaute técnico na primeira rodada, Sheymon Moraes se recuperou e segue com chances de se classificar para as semifinais do GP de sua categoria. Diante de Jesse Stirn, o brasileiro, especialista no Muay Thai, colocou seu Jiu-Jitsu em jogo e finalizou o americano no final do segundo round, após encaixar uma justa kimura. Já na divisão dos leves, Joilton Peregrino foi superado por Clay Collard na decisão dividida dos jurados e amargou sua segunda derrota seguida no torneio, tendo em vista seu revés para Raush Manfio na primeira rodada.

> Posição – Lutador – Pontuação (categoria peso-leve)

1. Loik Radzhabov – 6 pontos
2. Clay Collard – 6 pontos
3. Raush Manfio – 3 pontos
4. Alex Martinez – 3 pontos
5. Natan Schulte – 3 pontos
6. Marcin Held – 3 pontos
7. Akhmed Aliev – 3 pontos
8. Olivier Aubin-Mercier – 2 pts
9. Anthony Pettis – 0 ponto
10. Joilton Peregrino – -1 ponto

> Posição – Lutador – Pontuação (categoria peso-pena)

1. Brendan Loughnane – 9 pontos
2. Chris Wade – 8 pontos
3. Bubba Jenkins – 6 pontos
4. Sheymon Moraes – 5 pontos
5. Movlid Khaybulaev – 3 pontos
6. Tyler Diamond – 3 pontos
7. Lance Palmer – 0 ponto
8. Arman Ospanov – 0 ponto
9. Bobby Moffett – 0 ponto
10. Jesse Stirn – -1 ponto

RESULTADOS COMPLETOS:

PFL 2021 #4
Atlantic City, em Nova Jersey (EUA)
Quinta-feira, 10 de junho de 2021

Card principal
Claressa Shields derrotou Brittney Elkin por nocaute técnico no 3R
Clay Collard derrotou Joilton Peregrino por decisão dividida dos jurados
Bubba Jenkins derrotou Bobby Moffett por decisão unânime dos jurados
Brendan Loughnane derrotou Tyler Diamond por decisão majoritária dos jurados

Card preliminar
Natan Schulte derrotou Alex Martinez por decisão dividida dos jurados
Olivier Aubin-Mercier derrotou Marcin Held por decisão unânime dos jurados
Loik Radzhabov derrotou Akhmed Aliev por nocaute no 1R
Sheymon Moraes finalizou Jesse Stirn com uma kimura no 2R
Chris Wade derrotou Arman Ospanov por nocaute técnico no 2R