A tensão entre Dana White e o brasileiro Paulo Borrachinha ganhou um novo e importante capítulo na noite de segunda-feira (7). O presidente do UFC deu uma dura entrevista ao canal canadense TSN sobre as críticas que o mineiro vem fazendo à franquia, pedindo uma maior valorização financeira. O mineiro chegou a alegar que não assinou contrato para lutar contra Jared Cannonier, no dia 21 de agosto, por conta de uma proposta financeira baixa. O peso-médio também citou as cifras milionárias que os irmãos youtubers Logan e Jake Paul estão fazendo em eventos de Boxe. Dana, sem meias palavras, respondeu o ex-desafiante ao cinturão.

“Você (Borrachinha) deveria ter começado um canal no YouTube quando tinha 13 anos e construído seu nome e tudo mais, e aí poderia ter feito a luta no domingo (6). Mas você não fez. Você não é um youtuber, você é um lutador. E isso é o que você faz para viver… Ou não. Depende de você. E você não está em posição de falar nada sobre um dinheiro absurdo depois da sua última performance (derrota para o campeão Israel Adesanya por nocaute técnico). Então, ou você quer lutar ou não quer. Sem problemas. Se você não quer lutar, pode ficar por aí e fazer o que quiser. Quando estiver pronto, me avise”, disparou o presidente.

“Não lute! Essa é a minha situação com todos esses caras. Eu tenho que te oferecer três lutas por ano. Ele não tem que lutar. Sem problemas”, prosseguiu Dana White sobre as críticas feitas pelo peso-médio mineiro.

O dirigente disse ainda que se o brasileiro não quiser lutar, é uma escolha dele. Além disso, ele crê que Paulo tenha assinado para enfrentar Cannonier e, inclusive, teve seu contrato com a companhia renovado. Dana garantiu que não vai liberar nenhum atleta que entre em rota de colisão com a franquia por dinheiro.

“Você assinou um contrato, você está sob contrato (com o UFC). Se é assim que você se sente… Nós temos eventos todo fim de semana, se você quiser ficar ocupado, você pode lutar todo fim de semana. Só querer. Saia do seu contrato e aí faça o que quiser. Você pode lutar contra youtubers, você pode fazer o que quiser. Ele pode lutar até terminar o contrato. Ele tem um contrato. Não vou deixar eles saírem dos contratos só porque eles estão bravos porque um garoto do YouTube está lutando e ganhando dinheiro. Você deveria estar feliz pelo garoto. Bom para ele. O garoto se colocou em uma posição onde ele foi capaz de lutar com Floyd Mayweather e ganhar muito dinheiro. Você está bravo? Você acabou de vir de uma performance ridícula, horrível. Volte e coloque-se em uma posição de fazer algo grande”, encerrou o mandatário.

Borrachinha estreou no UFC em 2017 e colecionou cinco vitórias seguidas até disputar o cinturão. Contra o campeão Israel Adesanya, foi nocauteado no segundo round e meses após a luta disse que não tinha conseguido dormir bem antes do combate e chegou a beber vinho. O seu último compromisso foi em setembro de 2020 e, desde então, saiu de duas lutas. Primeiro contra Robert Whittaker – com quem pediu diversas vezes para lutar – e, por último, com Jared Cannonier – alegando que não assinou o contrato.