No último mês de maio, em Brasília, foi disputado o Brasileiro Centro-Oeste da Federação Brasileira de Jiu-Jitsu. E um dos destaques da competição foi a faixa-azul Eduarda Alves, a Duda, de 18 anos. A atleta do Dream Art Project levou para casa o ouro duplo, vencendo a sua divisão e também o absoluto.

Em contato com a TATAME, Eduarda comentou sobre a sua performance no torneio: “Tentei fazer o que venho treinando e creio que me sai bem nesse campeonato. Consegui colocar em prática o meu jogo e me consagrar campeã fazendo três lutas duras no absoluto com meninas mais pesadas, finalizando uma delas. Já na categoria, finalizei uma adversária com um armlock”, disse a jovem, que é natural de Brasília.

Duda também destacou as premiações da FBJJ para os atletas. A federação distribuiu prêmios em dinheiro e passagens para outros eventos importantes da própria entidade e da AJP (Abu Dhabi Jiu-Jitsu Professional).

“Creio que os atletas se sentem mais valorizados com as premiações dos campeonatos da FBJJ. Com certeza, se torna um incentivo para quem busca viver do Jiu-Jitsu e também para as mulheres que muitas vezes são desfavorecidas nas premiações”, apontou a atleta, que comentou os treinamentos na Dream Art:

“Os treinos na Dream Art são muito intensos e buscam o melhor desempenho de cada atleta dentro do seu próprio jogo. Eu tenho crescido e aprendido bastante estando lá e acredito ter melhorado muito como atleta. Sou muito grata pela oportunidade de treinar com os melhores. Vou continuar treinando e aperfeiçoando meu jogo, e pretendo participar de todos os campeonatos possíveis”, concluiu a jovem promessa do time.