Líder da sua categoria no master 1, Esdras Jr comemora título no Pan No-Gi e diz: ‘Jornada incrível’

Publicidade

Esdras Jr vive grande fase no circuito competitivo da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF). O faixa-preta da equipe Ares está embalado há cinco torneios seguidos: foi campeão do Dallas Open, Houston Open, Nova Orleans, Atlanta Open e, por fim, do Pan No-Gi, um dos campeonatos mais importantes de 2021.

A vitória, aliada aos pontos conquistados em outros torneios, fez com Esdras ocupasse o primeiro lugar da divisão dos penas no master 1, com 135 pontos, nove pontos a mais que Rani Yahya, atleta do UFC.

“É difícil falar de apenas um aspecto, mas acho que a consistência é a chave para atingir qualquer objetivo. Talvez eu nem esteja treinando mais em termos de volume, mas, sem dúvidas, estou tentando treinar de forma mais inteligente. Saber entender o seu corpo e respeitar seus limites é muito importante para compreender quando você deve dar aquele treino para sair na porradaria – na maioria dos dias (risos) – ou treinar tentando entender e controlar mais as situações. Venho firme na preparação física desde o final do ano passado, focando bastante no trabalho preventivo de lesões. Estou me sentindo muito bem fisicamente e mentalmente”, disse Esdras ao ser questionado sobre o que faz ele ser um atleta campeão em 2021.

Para ficar com o ouro no Pan No-Gi, o representante da Ares precisou vencer três oponentes duros, com vitórias contra Silvio Duran (Nova União) e Ermilio Lima (Fight Sports) na semifinal e final, respectivamente. Em uma breve análise, o casca-grossa comentou os confrontos e o seu desempenho na competição.

“Todas as lutas foram duras, venci adversários difíceis como, por exemplo, o Silvio. Me senti bem e preparado para todas as lutas. Fiquei feliz com o meu desempenho. Mas posso dizer que a luta mais difícil dessa vez foi o corte de peso. A última vez que pesei abaixo de 67kg, eu estava no ensino médio (risos). Nesse Pan foi a primeira vez que bati o peso pena sem quimono, que é bem abaixo do peso pena de quimono. No dia da competição, acordei com 66kg, ali já estava me sentindo bem e pronto pra lutar. Foi uma jornada incrível”.

Esdras, atual número 1 do ranking dos penas, revela o seu conceito para vencer qualquer competição de Jiu-Jitsu, e consequentemente, deixou uma dica para os competidores na arte suave: “Primeiramente, é não se preocupar com o resultado! Talvez pareça loucura dizer isso, mas quando a gente pensa muito em resultado, a tendência é se cobrar demais e acredito que essa cobrança traz uma tensão desnecessária. Entrar no tatame em alerta, mas com tranquilidade. É fazer o que treinou para fazer, luta por luta, confiando em si e no seu Jiu-Jitsu. É tudo o que você tem que pensar. Tenha paciência para jogar, Jiu-Jitsu é como xadrez”, ressaltou o campeão do Pan sem quimono, antes de falar sobre a parte mental durante as competições.

“Quando você faz o que tem que ser feito, dá certo. É treinar duro, fazer dieta, preparação física, treino técnico e tático, conhecer seus pontos fortes e desenvolver um plano de jogo. É impossível não se sentir bem e preparado. Entrar no tatame e acreditar que seu plano vai dar certo. Trabalhe sua mente para ser positivo quando as coisas não saem como planejado, pois saber dominar a mente é importante. Acredite até o fim! Não poderia deixar de mencionar também o Fellipe Barros, meu mental coach, que está sempre ali quando preciso”, concluiu Esdras, que nos Estados Unidos, treina com Osvaldo Queixinho na Ares BJJ, em Phoenix.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade