Presidente do Supremo, Fux recebe homenagem ao lado do GM Osvaldo Alves e diz: ‘O Jiu-Jitsu é uma magia’

Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), e o Grande Mestre Osvaldo Alves foram homenageados com faixas simbólicas em referência ao Mestre Conde Koma – responsável por trazer o Jiu-Jitsu para o Brasil – no Rio de Janeiro, no último fim de semana. A cerimônia homenageou também os mestres Fernandes Simplício e Humberto Barbosa Júnior, entre outras personalidades da arte suave.

Em entrevista exclusiva à TATAME, Fux comentou sobre a honraria recebida pelos serviços prestados ao Jiu-Jitsu em quase 50 anos. O presidente do Supremo revelou ainda a importância da arte suave em sua vida.

“É um momento de muita felicidade que eu me orgulho do meu passado. Aos 21 anos conheci o Jiu-Jitsu e agora, aos 68 anos, continuo praticando e o Jiu-Jitsu não é só uma lição de vida, de ética… O Jiu-Jitsu é uma magia que nos permite construir uma família, de ter valores da ética e disciplina. Eu me sinto tão honrado em ser presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), quanto portar esse grau (faixa-coral) do Jiu-Jitsu na minha cintura”, disse o presidente, que seguiu comentando sobre o impacto da arte marcial na sua profissão:

“O Jiu-Jitsu é fundamental, porque ele tem o que se denomina de autoestima. Acima de tudo, concede ao cidadão a coragem necessária para enfrentar os desafios da vida. O Jiu-Jitsu é uma arte marcial, uma filosofia de vida. Ele nos ensina como tratar do nosso corpo, nossa alimentação, educação dos filhos e permitir a independência de qualquer profissão, principalmente a minha como magistrado. Sabemos que os juízes quando decidem, nem sempre agradam a todos, mas é essa independência que o Jiu-Jitsu traz e o que nos dá o conforto de fazer aquilo que a nossa consciência determinou”, concluiu o grande líder do STF.

Homenageados: 

Grande Mestre Osvaldo Alves
Grande Mestre Robson Gracie
Mestre Vladir Gomes
Mestre Careca
Mestre Fernandes
Mestre HBJ
Mestre Alan Goldberg
Mestre João Dias