Professor de Jiu-Jitsu, Thiago Reis está preso na China e sem qualquer contato com a família desde o dia 16 de maio, segundo relato da namorada, Bruna Caruso, nas redes sociais. O faixa-marrom foi para o país asiático dar aulas de arte suave em fevereiro de 2020 com um visto de turista – duração de três meses. Com a pandemia do novo coronavírus, a documentação se renovou automaticamente ao longo dos últimos meses, mas o brasileiro não conseguiu tirar o visto definitivo de trabalho para permanecer em solo chinês.

Com a liberação dos voos internacionais na China, o visto de turista não foi mais renovado. De acordo com a namorada de Thiago, o empregador do brasileiro deu a ele um visto de trabalho irregular e o professor acabou preso em flagrante pela polícia de Hubei. A família chegou, inclusive, a acionar os órgãos nacionais.

“O patrão do Thiago, para não perder o melhor professor da academia – que estava trazendo um ótimo resultado -, deu entrada no visto de trabalho irregular, para uma academia e cidade diferentes da onde ele estava morando e trabalhando. Quando a fiscalização bateu, ele foi detido no dia 16/5. Desde então, não temos mais notícias dele, toda hora falam uma coisa, ninguém dá certeza de nada, não me dão informações certas. O Itamaraty não fez nada, o Consulado Brasileiro não fez nada, absolutamente nada”, desabafou ela.

Ainda no texto publicado nas redes sociais, a namorada de Thiago afirma que a família não sabe o que fazer para que ele possa retornar para o Brasil e que os parentes não têm dinheiro para arcar com um processo internacional. Reis é pai de uma menina, Maria Valentina, e saiu do país em busca de novas oportunidades.

Confira abaixo o post na íntegra: