Depois de toda a polêmica com Fabrício Werdum, o peso-pesado Renan Problema já sabe quando voltará ao torneio da PFL 2021. Ele vai bater de frente com Ali Isayev, no dia 25 de junho, em Nova Jersey (EUA). Contudo, ao que parece, o goiano não gostou do casamento por parte da organização, disparando críticas contra Werdum e a própria PFL MMA.

Em comunicado enviado à imprensa, Problema contou sua versão de uma conversa com Ray Sefo, presidente da companhia, que segundo o brasileiro, lhe garantiu a revanche contra Werdum após o desfecho do combate entre eles. Na ocasião, Renan venceu por nocaute técnico, porém, posteriormente o resultado foi alterado para “No Contest” (luta sem resultado) depois que Fabrício entrou com um recurso alegando que o compatriota bateu em sinal de desistência antes.

“Tudo isso é muito estranho. Ray Sefo disse à minha equipe que a revanche com Werdum era a luta que faria sentido a seguir. A PFL fez postagens nas redes sociais perguntando se as pessoas queriam ver e elas disseram que sim. Agora, descobrimos irei enfrentar o último campeão, enquanto Werdum vai pegar o Brandon Sayles. Acho interessante como tudo isso está acontecendo”, disse Renan, que continuo sobre o casamento dos duelos.

“Primeiro, eles entrevistaram Werdum depois da luta, mas não me entrevistaram. Eles mostraram o replay em câmera lenta, que fez parecer que eu bati. Depois disso, a Comissão mudou o resultado da nossa luta em uma decisão tão rápida, que muitas pessoas questionaram o procedimento. Quais são os critérios deles? Não temos ideia de como funciona o matchmaking aqui, mas algumas coisas parecem ser meio duvidosas”, disparou.

Mas a polêmica não para por aí. Depois de elogiar seu próximo adversário, Isaev, o goiano afirmou que a PFL está “protegendo” Werdum e que, se houvesse uma revanche, ele sairia de braços levantados. Vale lembrar, por outro lado, que Werdum acabou se retirando do combate contra Brandon Sayles poucas horas após o anúncio oficial (saiba mais).

“Isaev é um lutador muito bom e eu sabia que um dia iríamos nos cruzar. Estarei pronto e vou acabar com ele para avançar no torneio. Eles não serão capazes de proteger Werdum para sempre. Eu ficaria envergonhado de estar no lugar dele depois de toda me*** que ele disse. Eu ligaria para a PFL para fazer a revanche, mas ele sabe que vai perder de novo e por isso não quer nada comigo”,

Aos 31 anos de idade, Renan Problema soma seis vitórias, duas derrotas e um “No Contest” em sua carreira. Durante a estreia na PFL, o goiano acabou se metendo em polêmica no embate contra Werdum. Logo no primeiro assalto, o “Vai Cavalo” encaixou um triângulo em seu compatriota que aparentemente havia dado os “tapinhas” de desistência, mas o árbitro não interrompeu. Por isso, o atleta da Team Nogueira se livrou do golpe e nocauteou o ex-campeão do UFC. Após quase um mês com polêmicas, o confronto foi convertido para “sem resultado”.