TATAME PLAY: Gurgel analisa BJJ Stars 6 e cita polêmica em luta Lucas Hulk x Diniz

Evento de Jiu-Jitsu cada vez mais tradicional no Brasil, o BJJ Stars realizou sua sexta edição no último sábado (26), em São Paulo, com um card recheado de bons combates. Ao todo, foram 12 lutas, incluindo a disputa de cinturão peso-pesado entre o campeão Felipe Preguiça e Patrick Gaudio – vencida pelo faixa-preta da Gracie Barra BH -, as finais masculina e feminina do “The New Star”, além de duelos com e sem quimono.

Junto aos craques em ação, outras referências da arte suave marcaram presença no evento, entre elas o faixa-coral Fábio Gurgel, o “General” da Alliance. Em seu canal no YouTube, Gurgel postou uma resenha pós-BJJ Stars, analisando os destaques da edição, além de elogiar a estrutura montada pela organização.

“A organização do BJJ Stars está de parabéns. O evento tem só melhorado a cada edição. Fui acompanhar os meus atletas e tive a oportunidade de ver a estrutura montada, de altíssimo nível, um tatame enorme, tudo com muito cuidado, o espaço de aquecimento. Do hotel até a pesagem e o evento, foi tudo perfeito”.

O faixa-coral ainda fez comentários a respeito de cada um dos duelos, citando algumas discordâncias da arbitragem, exaltou a participação da Alliance/Dream Art, que venceu cinco de seis lutas, e o show no geral.