Dana White diz que pretende realizar quarta luta entre Poirier e McGregor: ‘Não dá para terminar assim’

O cenário indicava um “ato final” com a trilogia entre Dustin Poirier e Conor McGregor, que serviu como luta principal do UFC 264, realizado no último sábado (10), em Las Vegas (EUA). O americano até saiu vencedor por nocaute ainda no primeiro round, emplacando sua segunda vitória seguida sobre o irlandês. No entanto, como “The Notorious” sofreu uma grave lesão e não pôde continuar no combate, abre-se uma brecha para um possível quarto duelo entre os lutadores.

Foi o que indicou Dana White. Em entrevista aos jornalistas após o evento, o presidente do UFC expôs sua frustração com o anticlímax no desfecho do confronto, que vinha sendo muito aguardada pelos fãs de MMA, e deu a entender que McGregor tem boas chances de voltar a enfrentar Poirier quando se recuperar da lesão sofrida. Vale ressaltar que, além das duas vitórias de Dustin Poirier, Conor saiu vencedor na primeira luta entre eles, em 2014, por nocaute ainda no primeiro round.

“A luta não acabou. Não dá para terminar uma luta assim. Veremos como tudo se desenrola. Quem sabe quanto tempo Conor ficará fora? Poirier estava ótimo novamente. Ele vai fazer o que tem que fazer até Conor estar pronto. É tudo uma questão de tempo, o que está acontecendo e o que aconteceu desde então. Não sabemos por quanto tempo Conor McGregor vai ficar de fora, de quanto ele vai precisar de reabilitação e terapia”, declarou Dana.

No entanto, isso não impede que Dustin Poirier, caso seja o desejo do Ultimate, dispute o cinturão peso-leve contra Charles do Bronx, atual campeão da categoria. Nos bastidores do evento, o brasileiro disse que pretende estar pronto para defender seu título em dezembro, e ainda não há uma previsão de quanto tempo Conor McGregor vai precisar para retornar ao octógono.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC 264
T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 10 de julho de 2021

Card principal
Dustin Poirier derrotou Conor McGregor por nocaute técnico (interrupção médica) no 1R
Gilbert Durinho derrotou Stephen Thompson por decisão unânime dos jurados
Tai Tuivasa derrotou Greg Hardy por nocaute técnico no 1R
Irene Aldana derrotou Yana Kunitskaya por nocaute técnico no 1R
Sean O’Malley derrotou Kris Moutinho por nocaute técnico no 3R

Card preliminar
Max Griffin derrotou Carlos Condit por decisão unânime dos jurados
Michel Pereira derrotou Niko Price por decisão unânime dos jurados
Ilia Topuria derrotou Ryan Hall por nocaute no 1R
Dricus du Plessis derrotou Trevin Giles por nocaute no 2R
Jennifer Maia derrotou Jessica Eye por decisão unânime dos jurados
Brad Tavares derrotou Omari Akhmedov por decisão dividida dos jurados
Zhalgas Zhumagulov finalizou Jerome Rivera com um triângulo de mão no 1R