* Integrante do plantel de atletas do UFC desde 2019, a peso-mosca Luana Dread recebeu uma ótima notícia recentemente. Com três lutas realizadas no Ultimate até o momento, sendo duas vitórias e uma derrota, a brasileira renovou seu vínculo com a organização e, nas redes sociais, comemorou a extensão do contrato.

Em entrevista à TATAME, a lutadora, atualmente com 28 anos e dona de um cartel de sete vitórias e apenas duas derrotas no MMA, falou com alegria sobre a renovação de contrato. Para Luana, isso significa que a companhia deposita confiança em seu potencial e gostou do que a casca-grossa apresentou no octógono.

“Fico muito feliz com essa renovação de contrato com o Ultimate. Isso mostra, acima de tudo, que o UFC gostou do que eu fiz nas lutas e também que estou no caminho certo. Me conheço e sei que tenho muito para mostrar ainda, e é por isso que sigo treinando e me aperfeiçoando cada vez mais dentro do MMA. O trabalho é sempre voltado para uma evolução cada vez mais constante dentro das lutas”, explicou a peso-mosca.

 

Luana Dread vinha de derrota para Ariane Lipski, em julho do ano passado, mas em maio deste ano, retomou o caminho das vitórias ao superar a compatriota Poliana Botelho por decisão dividida dos jurados após três rounds de confronto. Animada com o resultado, a atleta da Capital da Luta fez uma breve análise do embate.

“Na minha opinião, eu fui evoluindo na luta durante os rounds. A Poliana Botelho é uma atleta muito dura, foi um duelo muito disputado e de bom nível técnico, mas vejo que me apresentei de forma superior analisando a luta de uma maneira geral. Mostramos que não tem luta fácil para ninguém na nossa categoria”.

Com vontade de mostrar serviço e, principalmente, emplacar uma sequência positiva dentro do UFC, Luana já tem novo desafio marcado e, em outubro, terá pela frente Maryna Moroz, que vem de dois triunfos seguidos, sobre Sabina Mazo e Mayra Sheetara, respectivamente. A paulista projetou encarar a ucraniana.

“Posso dizer que vou para sair na mão, mas vou para lutar MMA também e estou pronta para qualquer coisa que vier. Me vejo preparada para desempenhar bem meu papel tanto em pé, quanto no chão, e estou feliz por poder dividir o octógono com a Maryna Moroz, que é uma atleta bem completa. Tem tudo para ser uma grande luta e vou fazer o que estiver ao meu alcance para anotar mais uma vitória no Ultimate”, encerrou.

* Por Mateus Machado