Campeã olímpica, judoca Rafaela Silva é anunciada como novo reforço do Flamengo: ‘Clube do coração’

Publicidade

* Depois de anos, Rafaela Silva está de casa nova. O Flamengo anunciou, na quarta-feira (1), a contratação da campeã olímpica da Rio 2016. A judoca, de 29 anos, já está treinando no dojo rubro-negro e se prepara para as próximas competições nacionais e internacionais, mais especificamente, o Campeonato Estadual Por Equipes, organizado pela FJERJ, em outubro, e, no mês seguinte, o Grand Slam de Baku, pela seleção brasileira – quando chegará ao fim a suspensão por doping que tirou a atleta dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A campeã mundial destacou a receptividade de todos no Flamengo e prometeu muitos títulos: “Estou muito feliz. Fui muito bem recebida por todos. É uma expectativa muito grande poder representar meu clube do coração. A responsabilidade é gigantesca e vou atrás de novas conquistas, novas histórias e muitos títulos”.

No Judô desde os 5 anos, quando começou no projeto liderado pelo sensei Geraldo Bernardes, que viria a se fundir com o Instituto Reação, Rafaela está realizando o sonho do pai, Luiz Carlos, que fez questão de estar presente no ato da assinatura do contrato: “Quando contei sobre a possibilidade de vir pra cá, ele ficava todos os dias me perguntando se tinha dado certo. Quando fechamos, parecia uma final de Copa do Mundo”.

O vice-presidente de Esportes Olímpicos do clube, Guilherme Kroll, elogiou a mais nova integrante da equipe: “A Rafa é um ícone. Transcende qualquer apresentação. O Judô do Flamengo vive um grande momento, fruto de muito trabalho e esforço. Rafaela é emblemática e carrega todo o simbolismo que apenas uma campeã olímpica e mundial podem ter. O Flamengo certamente vai colher muitos frutos com a sua chegada”, disse.

Com oito Olimpíadas no currículo, Rosicleia Campos se orgulha em poder treinar novamente Rafaela e revelou características inusitadas da judoca. “Conheço a Rafa desde 2009, é muito irreverente, uma moleca. Ela gosta de desafios e não gosta de acomodação. Talvez este seja o grande diferencial dela. Ela se sentiu acolhida pelo Flamengo, já trouxe alegria para o nosso dojo e nós estamos transbordando de felicidade”.

* Por Walter França

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade