Candidato à presidência das Filipinas, Manny Pacquiao crava aposentadoria: ‘Adeus, Boxe’

Publicidade

Um dos maiores nomes do Boxe mundial, Manny Pacquiao anunciou aposentadoria do esporte na terça-feira (28). Aos 42 anos, o filipino fez o anúncio em sua conta no Instagram, uma semana após oficializar a candidatura à presidência das Filipinas. Nos últimos anos, “PacMan” conciliava a carreira esportiva e a função de senador no país, além de exercer diversos trabalhos sociais.

Pacquiao conquistou 12 títulos mundiais no Boxe, em oito divisões de peso diferentes. Ele também obteve a marca de 62 vitórias – sendo 39 por nocaute -, além de oito derrotas e dois empates. Os expressivos números colocam o filipino entre os melhores de todos os tempos.

“É difícil para mim aceitar que meu tempo como boxeador acabou. Eu nunca pensei que esse dia chegaria. Adeus, Boxe. Obrigado por mudar minha vida, quando minha família estava desesperada. Você nos deu esperança. Você me deu a chance de lutar para nos tirar da pobreza. Por sua causa, eu fui capaz de inspirar pessoas por todo o mundo. Por sua causa, eu tive a coragem de mudar mais vidas. Para todos os fãs de Boxe, em todo o mundo, muito obrigado”.

A última apresentação de Manny Pacquiao aconteceu em agosto passado, nos Estados Unidos. Na ocasião, perdeu para Yordenis Ugas por decisão unânime. O confronto valia o título mundial dos meio-médios – até 69kg – da WBA (Associação Mundial de Boxe), que pertence ao cubano.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade