Empresário de Robson Conceição realiza queixa formal no Conselho Mundial de Boxe após revés

Publicidade

A polêmica derrota de Robson Conceição para o campeão Óscar Valdez em luta valendo o título super-pena do Conselho Mundial de Boxe (WBC) ainda não foi completamente digerida pela equipe do baiano. Empresário do campeão olímpico, Sergio Batarelli apresentou uma queixa à entidade responsável pelo cinturão, questionando a atuação dos jurados laterais e exigindo uma revanche imediata, segundo a ESPN.

Batarelli alegou que o árbitro central Tony Zaino não foi imparcial por ter descontado um ponto de Robson após golpe irregular, sendo que Valdez também infringiu as regras e sofreu apenas uma advertência verbal. Já o jurado Stephen Blea chegou a procurar o WBC e afirmou que “errou” na pontuação das papeletas e que teria sido “influenciado pela torcida” – que era quase toda ela a favor do campeão na arena no Arizona (EUA).

Na queixa apresentada ao WBC, o agente também citou o domínio nas estatísticas de golpes aplicados round a round por Robson. Batarelli ainda argumentou o fato de o campeão ter sido flagrado em exame antidoping no último mês. A substância fentermina, que age como um estimulante, foi encontrada no corpo do mexicano. Tanto o Conselho Mundial de Boxe, como a Comissão da Tribo Pascua Yaqui, liberaram Óscar.

O resultado final de decisão unânime para Valdez gerou indignação na comunidade do Boxe internacional – que contestou o desfecho. Um árbitro deu 117 a 110, enquanto dois assinalaram 115 a 112 para o mexicano.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade