Para seguir os passos de Charles do Bronx, Daniel Willycat promete ‘chocar o mundo’ em estreia no UFC

Publicidade

Parceiro de equipe do atual campeão peso-leve (70kg) do UFC, Charles do Bronx, Daniel “Willycat” foi confirmado recentemente como novo reforço da principal organização de MMA do mundo. Celebrada pela promessa da Chute Boxe Diego Lima como a realização de um sonho, a assinatura de contrato com o Ultimate é vista pelo peso-galo (61 kg) como uma oportunidade de seguir os passos do seu companheiro.

Para isso, Willycat terá que superar, já em sua estreia no octógono mais famoso do mundo, um duro desafio. Nada que tire o sono do jovem lutador. Escalado para enfrentar o experiente argentino Marcelo Rojo no dia 16 de outubro, o peso-galo reconheceu o talento do adversário, mas prometeu “chocar o mundo” do MMA.

A confiança no seu sucesso na nova empreitada no UFC é baseada no trabalho feito na Chute Boxe Diego Lima, ao lado dos treinadores e companheiros de time. A equipe, que tem em Charles do Bronx seu maior expoente, tem se mostrado um celeiro de boas promessas do MMA nacional e, de acordo com o jovem peso-galo, isso se deve ao ambiente favorável criado pelo líder Diego Lima.

“O segredo é que a gente não é uma equipe, a gente é uma família. Somos um grupo de amigos que se tornou um grupo de irmãos. Um quer ver a vitória do outro, cada um dá o seu melhor para que o outro possa entrar no octógono, seja no UFC ou em qualquer outro evento, e traga a vitória”, disse Willycat, completando:

“As pessoas engrandecem demais as equipes lá de fora e deixam de olhar para o que existe de mais importante, que é a amizade, o respeito e o carinho que cada um tem dentro de sua própria casa. Esse é o diferencial da nossa equipe. Ter o Diego Lima que gerencia bem isso, e só traz pessoas boas para dentro da nossa casa, é um diferencial. A gente não traz qualquer um, a gente só traz quem vai somar de verdade, quem vai entrar para a família. O segredo é esse. E vão sair muito mais campeões daqui da academia”.

Aos 26 anos, Daniel chega ao UFC credenciado por um cartel de oito vitórias, sendo quatro por nocaute, e apenas uma derrota. Além de atuar no cenário nacional, o peso-galo também possui experiência europeia.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade