Lutador de 38 anos morre após sofrer nocaute brutal em evento de Boxe sem luvas nos EUA

O mundo da luta recebeu com tristeza a notícia do falecimento do lutador norte-americano Justin Thornton, de 38 anos, na última segunda-feira (4), em consequência de uma lesão sofrida na derrota por nocaute para Dillon Cleckler, em agosto, na edição 20 do Bare Knuckle Fighting Championship (BKFC). A informação foi divulgada inicialmente pelo site “My MMA News” e posteriormente confirmada por Dave Feldman, presidente da organização de Boxe sem luvas.

“Nesta manhã, nós ficamos muito tristes ao sermos avisados sobre o falecimento de um dos nossos lutadores, Justin Thornton, que competiu no BKFC 20, em 20 de agosto de 2021. Nos juntamos ao resto da comunidade de esportes de combate para enviarmos nossas mais profundas condolências à sua família e entes queridos”, disse Feldman em breve comunicado à imprensa.

No combate em questão, válido pela categoria peso-pesado, Thornton foi nocauteado por Cleckler com apenas 18 segundos de luta, após receber um forte golpe de direita. O lutador precisou ser retirado do ringue de maca e foi hospitalizado no mesmo dia em que o duelo foi realizado, precisando do auxílio de um respirador. De acordo com informações de sua página oficial no Facebook, Justin Thornton acabou ficando parcialmente paralisado e esteve internado durante semanas, enquanto buscava se recuperar de uma infecção na medula espinhal. Apesar disso, o real motivo do seu falecimento ainda não foi informado.

O atleta norte-americano era profissional desde 2008 e, em seu cartel, contabilizou oito vitórias e 16 derrotas, todas em circuitos regionais nos Estados Unidos. Thornton não vencia uma luta desde 2016 e seu combate diante de Dillon Cleckler foi uma revanche, tendo em vista que os lutadores se enfrentaram pela primeira vez no ano de 2013, também com vitória para Cleckler.