Agência MVP busca espaço para brasileiros em nova organização de MMA na Rússia: ‘Proporcionar oportunidades aos atletas é nossa missão’

Publicidade

Criada em novembro de 2019, a MVP surgiu para proporcionar aos atletas mais do que apenas o agendamento de lutas. Fundada por Thiago Custódio – também idealizador -, a agência de MMA tem ajudado a levar alguns brasileiros para outros mercados internacionais, além de proporcionar um suporte completo aos seus agenciados. Com portas abertas em eventos canadenses e, agora, na Rússia, a MVP busca a valorização que o atleta merece, algo que não costuma acontecer no Brasil.

“A principal missão da MVP é proporcionar aos atletas de MMA a oportunidade de viver desse esporte. Infelizmente com as bolsas pagas no Brasil é impossível o atleta viver exclusivamente do esporte e nós queremos mudar isso, afinal, não existem vagas para todos nos eventos de primeira linha, porém é possível lutar fora do país e conseguir bolsas 20 vezes maiores que as nacionais”, declarou o empresário Thiago.

Primeiro atleta da MVP a receber uma oportunidade na Rússia, Wildemar Besouro fez uma das melhores lutas na primeira edição do Open FC. Anteriormente, ele já havia disputado o cinturão do Future MMA. Outra grande estrela da agência, Elismar Carrasco também irá embarcar para o Leste Europeu. O goiano, que recentemente faturou o título peso-pena do Future MMA, vai fazer a luta principal do Open FC 2, em fevereiro.

“Nós recebemos a chance de uma luta no Open FC através de um parceiro no Canadá, que nos colocou em contato com o evento. Eles já tinham ouvido falar da MVP e gostaram da forma transparente e direta como trabalhamos. Nós oferecemos alguns outros atletas que eram agenciados diretamente por nós e também por outros managers, e com isso já fechamos quatro lutas, sendo uma delas (Carrasco) o evento principal. No momento já temos quatro novos atletas em negociação e também estamos buscando outras quatro vagas para um Grand Prix que dará um prêmio de 14 mil dólares ao vencedor”, ressaltou o manager.

O Open FC promete ser um dos grandes eventos da Europa, investindo em atletas do Leste Europeu e do Brasil, e irá realizar sua segunda edição em menos de três meses de criação. Protagonista do próximo show, Elismar Carrasco medirá forças com Viktor Kolesnik, enquanto já o invicto Leon Soares vai encarar Alexander Soldatkin em busca de sua sétima vitória na carreira profissional.

Atletas de managers parceiros, Adriano Balby vai enfrentar Sharaf Davlatmurodov no co-main event da noite. Já Mateus Raposinha é outro atleta confirmado e que teve sua luta marcada por intermédio da MVP. Questionado sobre o diferencial da agência, Thiago Custódio acredita que a forma como os atletas são agenciados é fundamental, algo que ultrapassa o limite da academia e do cage.

“Na verdade, o principal diferencial da MVP é a forma como lidamos com o atleta. Sendo transparente e mostrando que ele é um ativo que precisa ser trabalhado e rentabilizado. Nós não viemos do mundo do esporte, nosso background está em gestão de empresas, negócios, e estamos trazendo essa visão para o agenciamento esportivo no MMA dando ao atleta suporte de marketing, jurídico, financeiro, um planejamento de carreira, ou seja, um trabalho muito mais abrangente do que somente negociar lutas”, encerrou.

Aos 32 anos, o brasileiro Elismar Carrasco (23-7-0) fará história ao ser o primeiro atleta estrangeiro a fazer uma luta principal no Open FC graças à MVP. Em busca de novos talentos no Brasil, a agência promete garimpar as próximas estrelas do MMA nacional para o exterior em 2021 e também nos próximos anos.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade