Agora no UFC, Allan Puro Osso admite que pensou em parar, revela aprendizados e mira estreia

Publicidade

Há anos considerado uma das principais promessas do MMA nacional, Allan Puro Osso finalmente realizou seu sonho e assinou contrato com o UFC. O longo caminho que teve que percorrer e algumas frustrações vividas pelo lutador da equipe Chute Boxe Diego Lima chegaram a fazê-lo questionar seu futuro na modalidade, mas, agora recompensado pela resiliência, os problemas servem como motivação extra.

Logo em seu segundo ano como profissional, em 2012, Allan iniciou carreira internacional, e de cara mostrou que teria um futuro promissor pela frente com boas atuações. No entanto, alguns obstáculos apareceram em momentos cruciais da sua trajetória, impedindo que o paulista concretizasse o objetivo de assinar com o UFC, como na derrota por decisão dividida dos jurados após uma batalha contra o compatriota Raulian Paiva no programa “Contender Series”, que garantia ao vencedor um contrato com o Ultimate.

Apesar do revés, a expectativa era de que Puro Osso fosse chamado para integrar o plantel do UFC por sua performance destacada na peleja. Porém, o convite só se concretizou depois de quase três anos, período no qual o atleta precisou contar com o apoio das pessoas mais próximas para não desistir da carreira. Tudo pelo que passou fez com que ele soubesse com quem poderia contar e tornou a comemoração especial.

“Em 2012, eu comecei a ter um reconhecimento no MMA. Comecei a fazer minhas lutas internacionais, nos Estados Unidos, no Legacy. Tudo isso abriu muitas portas na minha carreira, sempre com o objetivo de lutar nos maiores eventos, logicamente queria lutar no UFC. Tive alguns empecilhos, algumas derrotas, que acho que fizeram eu ter uma mente mais forte, mais blindada para esperar a hora certa. Desde 2012 que eu venho trabalhando, ao lado do meu mestre Diego Lima, do Jorge Patino Macaco, para que isso acontecesse. E chegou. Depois de nove anos, chegou. A gente começa a aprender que algumas coisas não são na hora que a gente quer. Tudo tem o seu momento certo”, ponderou o casca-grossa, que ainda completou:

“O MMA é um esporte muito complicado. Se você não tiver um bom amparo familiar, de pessoas que te apoiam, se você não tiver um amparo muito bom de uma equipe, de um treinador que quer o seu sucesso, realmente as coisas ficam difíceis. Por muitas vezes eu pensei em parar. Alguns acontecimentos deram uma desanimada, mas eu sempre ouvi meu mestre, sempre ouvi meu treinador, que acreditaram demais em mim, nunca deixaram de acreditar. E eu tive a oportunidade de voltar e fazer essa última luta, depois de muitos anos parado. Eu acho que o caminho é esse. Acreditar e seguir em frente. Não deixar que as barreiras façam você cair. É acreditar em quem está do seu lado, porque eles querem o seu bem”, declarou o lutador.

Se a espera foi grande até chegar ao UFC, o mesmo não pode ser dito sobre a ansiedade para ter seu primeiro compromisso no octógono mais famoso do mundo agendado. No dia 30 de outubro, Allan Puro Osso fará sua estreia pelo principal evento de MMA do planeta diante do russo Tagir Ulanbekov, no card da edição de número 267 do Ultimate, que terá como sede a “ilha da luta”, em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos.

“Estou muito feliz de já ter uma luta marcada e por poder estrear em um evento numerado do UFC. Sobre o meu adversário, eu assisti poucas coisas dele, para ser sincero. Mas deu para ver que ele é completo, busca a luta, se movimenta bem. Eu acredito que vai ser uma grande luta, bastante movimentada. Tanto ele, como eu, vamos buscar terminar. Ele não é um cara que enrola muito. Eu também não. Acho que foi um bom casamento de luta. Quero chegar e já mostrar meu potencial”, sentenciou o atleta, atualmente aos 29 anos.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img