Após agressão à esposa, Dana White descarta deixar o UFC e diz qual será sua ‘punição’; saiba mais

Em entrevista coletiva, Dana White diz que não quer ser defendido e descarta possibilidade de deixar o comando do UFC; confira

Após agressão à esposa, Dana White descarta deixar o UFC e diz qual será sua ‘punição’; saiba mais

Dana White, presidente do UFC, é um dos pilares da organização (Foto: Divulgação/UFC)

Presidente do UFC, Dana White teve um início de ano conturbado e polêmico ao ser flagrado trocando agressões com sua esposa, Anne White, durante uma festa de ano novo no México. No dia seguinte ao ocorrido, o mandatário já havia se pronunciado e, além de lamentar e pedir desculpas, afirmou na ocasião que havia conversado e procurado se entender com sua esposa e seus filhos.

O caso gerou uma repercussão enorme e, desde então, fãs de MMA e até um grupo de senadoras e deputadas dos Estados Unidos assinando uma carta exigindo a saída de Dana da presidência do UFC, em pedido feito a Endeavor, empresa que controlar a organização norte-americana. Em entrevista coletiva na última quarta-feira (11), nos EUA, o dirigente, todavia, deixou claro que não pretende deixar a direção do Ultimate.

“O que deveria acontecer? Me diga! Eu ficar 30 dias afastado? Como isso me machuca? (…) Eu saindo machuca a empresa, machuca os empregados, os lutadores. Isso não me machuca. Eu poderia ter saído em 2016. Não sei. Preciso refletir? Não, não preciso refletir. Na manhã seguinte, quando eu acordei, sabe o que quero dizer? Eu já estava contra isso. Eu reconheço. Estou lhe dizendo que estou errado”, desabafou Dana, revelando em seguida que já teve reuniões com a organização sobre o caso, e que de agora em diante, vai “carregar a culpa” do ocorrido.

“Tivemos muitas discussões internas, ninguém está feliz. Ninguém está feliz com isso. Nem eu, mas aconteceu e eu tenho que lidar com isso. E qual é minha punição? Aqui está minha punição: tenho que andar por aí pelo tempo que viver e é assim que sou rotulado agora. Minha outra punição é que, tenho certeza que muitas pessoas, seja da mídia, lutadores, amigos, conhecidos, que tinham respeito por mim, podem não ter respeito por mim agora”.

Por fim, Dana White deixou claro que, por mais que tenha visto e recebido algumas mensagens de apoio a ele pelo o que aconteceu, pediu para ninguém o defenda, deixando claro mais uma vez que não há desculpas pela atitude que tomou.

“Foi, obviamente, uma experiência pessoal horrível e não há desculpas para isso. É algo com o qual terei que lidar e conviver pelo resto da minha vida. E uma coisa que eu quero esclarecer que não falei (em entrevista) ao TMZ, porque eu não esperava, eram as pessoas que estão me defendendo. Não existe uma desculpa. Eu tenho certeza que vocês têm lido as mesmas coisas que eu vi. Não há defesa para isso, e as pessoas não deveriam me defender por isso, não importa o que aconteça. Todas as críticas que recebi essa semana são 100% justificadas e vão acontecer no futuro”, concluiu.

Dana White descartou a possibilidade de se afastar do UFC após caso de agressão à esposa (Foto: Divulgação/UFC)

Dana White descartou a possibilidade de se afastar do UFC após caso de agressão à esposa (Foto: Divulgação/UFC)

Para conferir mais notícias sobre Dana White, clique aqui