Amanda comenta vitória contra Megan Anderson no UFC 259 e fala da finalização: ‘Eu quero mostrar mais o meu Jiu-Jitsu’

Publicidade

No último fim de semana, pelo histórico card do UFC 259, em Las Vegas (EUA), Amanda Nunes fez mais uma vítima. A “Leoa”, que também é campeã dos galos, defendeu na ocasião o título dos penas contra a australiana Megan Anderson e conseguiu a finalização ainda no primeiro round. A baiana contou, em entrevista após o duelo, que queria mostrar mais do seu jogo de grappling. A campeã dupla não finalizava uma adversária desde 2016, pelo UFC 200, quando se sagrou campeã até 61kg diante de Miesha Tate.

“Eu fiquei pensando em várias coisas, porque ela é alta, tem uma envergadura muito grande. Fiquei muito pensativa para montar uma estratégia legal e sair do raio de ação dela. Quando eu parei na frente dela no cage, vi vários buraquinhos que eu poderia colocar a minha mão. Nas primeiras emboladas, sabia que ia achar o meu caminho. Quando eu conectei a primeira, ela desligou total. Como eu queria finalizar, já tinha um tempão que eu não finalizava, fui atrás. Eu quero mostrar o meu Jiu-Jitsu, não sou striker”, disse Amanda.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img