Após deixar dois cinturões vagos, GSP aponta sobre luta com Khabib: ‘UFC não quer que eu saia com o título dos leves’

Publicidade

Quando anunciou sua segunda aposentadoria do MMA, Georges St-Pierre deixou bem claro que não teve seu pedido atendido pelo UFC para, na época, lutar contra Khabib Nurmagomedov, campeão linear dos leves, e tentar faturar seu terceiro cinturão. Porém, com o futuro incerto do russo dentro do MMA após o falecimento do seu pai, Abdulmanap, o presidente Dana White afirmou que toparia casar um combate entre Khabib e GSP nos próximos meses.

No entanto, a surperluta aguardada pelos fãs aconteceria após a unificação de títulos entre Nurmagomedov e Justin Gaethje (campeão interino), em outubro, pelo UFC 254. O duelo contra St-Pierre, então, marcaria a despedida de “The Eagle”, que tentaria encerrar sua carreira invicta com uma marca de 30 vitórias.

Parte importante deste enredo, St-Pierre acha que as chances dessa luta acontecer são “pequenas”. O ex-campeão dos meio-médios e dos médios comentou que o UFC pode ter um receio de ele conquistar o título dos leves e se aposentar novamente, deixando, pela terceira vez, uma categoria masculina sem campeão.

“É preciso três partes para fazer uma luta: dois lutadores e a organização. E não sei se a organização iria querer isso. Eu sai com os títulos meio-médio e do peso médio. Eles certamente não querem que eu saia com o cinturão peso-leve. E eu tenho 39 anos. Não acho que poderia chegar a 70kg sem meu desempenho ser comprometido”, analisou o veterano canadense em entrevista ao site BT Sports nesta semana.

O corte peso, citado por GSP, pode ser um dos fatores que mais implique na realização da luta. O ex-campeão acredita que o ideal seja um peso-casado: “Khabib está lutando com 70kg, mas acredito que ele é mais pesado do que eu. Ele anda com um peso maior. Ele é mais jovem do que eu, então pode flutuar melhor no peso. Nunca fui fã de perder peso. Quer dizer, perdi peso, mas não perdi muito peso em comparação com a maioria dos caras. Tenho medo das consequências a longo prazo. E fisicamente, estou muito bem. Não tenho muita retenção de água e gordura quando estou por perto no meu peso”, concluiu.

St-Pierre não luta desde novembro de 2017, quando finalizou Michael Bisping e conquistou o cinturão dos médios em Nova York (EUA). Pouco tempo depois, abriu mão do título. Assim como GSP, Khabib também manifestou o desejo de que essa luta aconteça, em diversas entrevistas, ao longo dos últimos meses.

RELEMBRE:

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img