Após grave fratura de McGregor, Dana White revela que irlandês tem lesão crônica nos tornozelos

Publicidade

A grave lesão sofrida por Conor McGregor contra Dustin Poirier, no dia 10 de julho, na luta principal do UFC 264, ainda segue repercutindo. Poucos dias depois de fraturar o tornozelo esquerdo, o irlandês, através de suas redes sociais, deu a entender que teria ido para o combate com uma lesão justamente na área da fratura, afirmando ainda que os médicos e demais responsáveis do Ultimate sabiam do seu estado – o que chegou a ser negado por Bob Bennett, diretor executivo da Comissão Atlética de Nevada, em Las Vegas, Estados Unidos.

Presidente do Ultimate, Dana White também foi questionado sobre o assunto e, em entrevista à “Fox News”, revelou que o ex-campeão peso-pena e peso-leve da organização sofre com problemas em seus tornozelos há aproximadamente dois anos, citando que o irlandês tem uma artrite crônica. O dirigente completou e contou que o “Notorious” chegou a receber autorização da Comissão Atlética para lutar contra Dustin Poirier usando fitas de proteção nos tornozelos, mas que acabou não fazendo uso delas na hora do combate.

“É preciso dizer que o Conor McGregor tem tido problemas com os tornozelos pelos últimos dois anos. Ele perguntou se podia enfaixar seus tornozelos para esta luta (contra Dustin Poirier) e teve a permissão para fazer isso da Comissão Atlética do Estado de Nevada, mas depois ele decidiu não enfaixá-los, não sei por qual motivo. Ele tem artrite crônica nos seus tornozelos”, disse Dana após o evento em Las Vegas.

Por conta da fratura no tornozelo, Conor passou por uma cirurgia no dia seguinte à derrota para Dustin Poirier. O irlandês, atualmente com 32 anos, já vem em processo de recuperação, mas ainda não se sabe exatamente quando o lutador poderá voltar aos treinos e, consequentemente, fazer uma nova luta pelo UFC.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

Publicidade