Artigo: Dr. Rafael Fonseca explica 11 mitos ou verdades de alimentos termogênicos; confira e tira suas dúvidas

Publicidade

* Os famosos alimentos termogênicos são aliados do emagrecimento e queimadores de gordura. Dotados da capacidade de aumentar o gasto energético durante a digestão, eles se tornaram febre entre os que desejam perder peso. Eles podem ser utilizados como pré treino de atividades físicas, como efeito digestivo e também para turbinar o gasto calórico diário. Aprenda quais são esses alimentos e como usá-los de forma segura.

Há diversos alimentos que prometem emagrecimento rápido, entretanto, é necessário destacar que não é apenas um alimento que será responsável pelo emagrecimento em geral, mas sim uma dieta equilibrada acompanhada de vários alimentos e nutrientes que favoreçam o metabolismo.

Pimenta vermelha, canela, gengibre, café, abacaxi, chá verde e chá de hibisco, ginseng, pó de guaraná, água de coco, óleo de coco, cominho, curry, canela, maçã, laranja, vinagre, folha de mostarda, aspargo, sardinha, bacalhau, salmão, anchova, cenoura, gengibre, couve e brócolis, são o principais e mais populares entre os brasileiros.

MITOS E VERDADES

1- Existem termogênicos em cápsulas?

VERDADE. Existem dois tipos de termogênicos: os naturais e os industrializados. Os naturais são os alimentos. Come-se o alimento para adquirir o princípio ativo termogênico. Já os industrializados, por sua vez, compreendem apenas o princípio ativo termogênico concentrado dentro de uma cápsula.

2 – Termogênicos eliminam a gordura corporal?

MITO. Esse é um o grande mito: os alimentos termogênicos não atuam sozinhos. A perda de gordura atinge um percentual pequeno, em torno de apenas 5% a mais do que o gasto normal. Para que se consigam os resultados esperados, o consumo precisa estar associado aos outros alimentos da cadeia e, também, à pratica de atividades físicas e esporte. Os termogênicos potencializam a termogênese, processo regulado pelo sistema nervoso que leva à transformação da glicose e da gordura em energia. Dizer que o simples consumo de alimentos e suplementos termogênicos levará à eliminação da gordura, não é verdade. Eles apenas aceleram o metabolismo aumentando o gasto calórico do indivíduo.

3- Independente de alimentação e exercícios, os termogênicos emagrecem?

MITO. Se a pessoa continuar a ingerir mais calorias do que queima, além de não emagrecer a pessoa vai engordar. Termogênicos sem dieta balanceada e a prática regular de exercícios físicos não mudarão o peso corporal.

4- Existe um horário mais indicado para consumir os alimentos termogênicos?

VERDADE. O exercício físico potencializa o termogênico. Tomado antes das atividades físicas é possível otimizar a queima de gordura.

5- Consumir termogênicos antes de dormir faz mal?

VERDADE. Consumir termogênicos antes de dormir não é indicado, pois a otimização do processo de queima de calorias acelera o metabolismo e pode atrapalhar o repouso, podendo causar insônia em algumas pessoas.

6- Termogênicos não têm contraindicação?

MITO. Os termogênicos são contraindicados para pessoas hipertensas, que sofrem de arritmia cardíaca, que têm histórico de infarto, entre outros problemas cardíacos. Gestantes e crianças também devem limitar o consumo de alimentos termogênicos. Já os suplementos em cápsulas com ação termogênica se tornam ainda mais perigosos por oferecer os princípios ativos mais concentrados.

7- Não é necessária indicação médica para tomar suplementos termogênicos?

MITO. Por ser contraindicado em alguns casos, o ideal é consultar um profissional antes de tomar suplementos termogênicos.

8- Existem frutas com poder termogênico?

VERDADE. O guaraná e a casca da laranja possuem ativos termogênicos em sua composição.

9- Quanto maior a ingestão de termogênicos, maior os benefícios?

MITO: O ideal é consumir termogênicos diariamente, mas dentro de um limite estabelecido para que o aumento do metabolismo não se torne prejudicial. Caso extrapole a ingestão recomendada pelo nutricionista a pessoa pode se pejudicar ao invés

10- Água gelada é termogênica?

VERDADE. A água ajuda o corpo a digerir a comida e a diluir a urina. A água também ajuda a promover sensação de saciedade. Manter-se hidratado é importante. A água gelada, especificamente, pode ajudar a perder peso porque o corpo usa energia para equilibrar sua temperatura. Então, você bebe água gelada, que tem zero calorias, e seu corpo naturalmente gasta calorias por conta própria. Dessa forma, apesar da água não ser um alimento, vale a pena adicioná-la no seu dia a dia para obter seus efeitos termogênicos.

11- Água com limão emagrece?

MITO. O ácido cítrico presente no limão teria uma ação adstringente, estimulando o funcionamento do trato gastrointestinal e eliminando toxinas presentes no intestino. Seus potenciais efeitos no emagrecimento se devem ao seu poder desintoxicante, alcalinizante, de regularização da função intestinal, de ação anti-inflamatória e de regulação dos níveis glicêmicos. Mesmo com vários pontos positivos na digestão, eliminação e absorção, não há nenhum estudo científico que comprove que a água com limão em jejum emagrece.

ALIMENTOS TERMOGÊNICOS

– Chá verde

É uma bebida estimulante que contém cafeína e taninos, que auxiliam na manutenção e perda de peso. É rico em polifenóis, principalmente as catequinas. O chá verde também diminui o apetite e facilita a digestão

– Farinha de banana verde

A farinha de banana verde é obtida pelo processamento da casca e da fruta não madura. É rica em um amido resistente que tem efeitos comparáveis aos das fibras para aumentar a saciedade, fortalece o sistema imunológico, atuando no processo fermentativo do cólon, através da ação das bactérias probióticas da microbiota intestinal, ajudando o desenvolvimento dessas bactérias do bem, tendo como resultado uma melhor absorção de nutrientes. Melhorando a saúde intestinal, melhora a imunidade, porque no intestino são produzidas cerca de 60% das imunoglobulinas, as células de defesa do corpo. Mas os seus benefícios para o emagrecimento ainda não têm comprovação científica.

– Guaraná

O pó de guaraná é rico em cafeína, xantina e taninos, que aceleram o metabolismo e queimam calorias extras. Acelera o metabolismo e aumenta o gasto calórico, favorecendo a perda de peso.

– Algas

As algas marinhas ajudam no processo de perda de peso corporal. Seu poder no emagrecimento se deve ao alginato, uma fibra que reduz a absorção de gordura pelo trato digestivo e controla a saciedade, auxiliam no emagrecimento por serem de baixo valor calórico, terem baixo teor de gordura, possuírem fibras e darem saciedade. Melhoram o funcionamento intestinal e regulam a função da glândula tireóide, fundamental para manter o metabolismo ativado.

– Óleo de coco

Estudos mostram que uma alimentação com gorduras do tipo TCM – encontradas no óeo de coco – potencializam a perda de gordura corporal. TCMs são de fácil e rápida metabolização e utilizados, preferencialmente, para a geração de energia e por isso não são armazenados como gordura no tecido adiposo corporal. Se comparado ao óleo de soja tradicional, o óleo de coco contribui para a redução da circunferência abdominal, comprovado em estudo.

– Goji Berry

O goji berry tem carotenóides, ativo com ação antioxidante, por isso dizem que rejuvenesce. Reduz a produção das substâncias inflamatórias, ajudando na melhora da celulite. Celulite é a inflamação nas células de gordura.

– Chia

Auxilia no emagrecimento e reduzir a gordura, mas não adianta caso não venha acompanhada de uma alimentação saudável. É fonte de fibra, que gera saciedade, melhora o trânsito intestinal, ajuda a absorver melhor os nutrientes e melhorar a desintoxicação hepática. Suas sementes têm fibra solúvel, o que aumenta pelo menos 10 vezes o tamanho dela em contato com líquidos, por isso ela traz saciedade quando consumida.

*Por Dr. Rafael Fonseca: que é Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia; Membro Titular da Sociedade Americana de Cirurgiões Ortopédicos; Concluiu Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atuante nas áreas de Ortopedia e Traumatologia do Esporte e em suas sub-especialidades Cirurgia do Joelho e Nutrologia Esportiva. Atualmente sócio – proprietário / Responsável Técnico da Clínica Médica Rodrigues de Souza. Presidente do Conselho Nacional de Boxe e Vice Presidente Mundial da Comissão Médica de boxe.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade
Publicidadespot_img