Atleta peso-pesado do UFC é condenado a 22 meses de prisão após caso de agressão na Austrália; saiba mais sobre

Publicidade

Atleta da categoria peso pesado do UFC, Ben Sosoli foi condenado a 22 anos de prisão por um incidente ocorrido em setembro de 2019. Na ocasião, o lutador quebrou a mandíbula de um homem, do lado de fora do bar onde Sosoli trabalhava como segurança, em Melbourne, na Austrália. De acordo com o “Australian Associated Press”, apesar do caso ter mais de um ano, a sentença só foi divulgada na última segunda-feira (5).

De acordo com informações da publicação, o cliente estava impedido de entrar no estabelecimento, no entanto, tentou passar pelos seguranças do bar em duas ocasiões. Na última tentativa, Ben Sosoli acertou um soco que acabou quebrando a mandíbula do homem, que por conta disso, precisou ser submetido a uma cirurgia facial. O lutador assumiu a culpa pelo ato e vai precisar cumprir, pelo menos, 11 dos 22 meses da pena, para assim ter o direito de solicitar liberdade condicional. Ainda segundo a “AAP”, o atleta foi demitido pela franquia, entretanto, seu nome continua no plantel de lutadores presente no site do UFC.

Com 30 anos de idade e um cartel de sete vitórias e três derrotas no MMA profissional, Ben Sosoli fez apenas duas lutas pelo UFC. Seu duelo contra Greg Hardy acabou sendo transformado em “No Contest” (luta sem resultado) e, em sua última apresentação, que ocorreu no UFC Fight Night 168, em fevereiro deste ano, o australiano foi nocauteado pelo brasileiro Marcos Pezão ainda no primeiro round do confronto.

Publicidade

Notícias relacionadas

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade