Bate-Estaca se diz ‘zebra’ para luta principal com Rose Namajunas no UFC Rio: ‘Luto melhor assim’

Publicidade

Por Mateus Machado e Yago Rédua

Com três vitórias consecutivas no UFC, Jéssica Bate-Estaca vive o melhor momento de sua carreira. Atravessando um grande momento, a brasileira foi “recompensada” com a chance de disputar o cinturão peso-palha da organização e enfrentará a campeã Rose Namajunas na luta principal do UFC 237, que será realizado no Rio de Janeiro, no dia 11 de maio.

Ciente do grande desafio que terá pela frente, a brasileira pregou respeito a Namajunas, que também vem de três triunfos, sendo dois deles sobre Joanna Jedrzejczyk, ex-campeã da divisão. Em entrevista coletiva realizada no Rio de Janeiro na última quinta-feira, Jéssica afirmou que irá como “zebra” para o combate, mesmo sendo considerada favorita para a luta contra a americana.

“Eu me considero sempre a zebra. Inclusive, a Rose que é a campeã (risos). Ela venceu a Joanna duas vezes e eu não consegui. Acredito que eu evoluí muito desde aquela luta, mas as pessoas falaram que meu jogo é melhore que o dela (Rose). Eu não acredito nisso. Todas nós somos boas em alguma coisa. A única diferença é que eu tenho muito força e sou bem agressiva, mas a Rose vem em grande fase, e lá dentro do octógono vai ser a hora de se testar. Dentro de mim, eu acredito que eu sou a zebra, luto melhor assim, com esse ‘sentimento’, então esse é o meu pensamento”, afirmou.

Confira a entrevista completa com Jéssica Bate-Estaca:

– Felicidade de lutar no Brasil

Primeiramente, eu quero agradecer a Rose Namajunas pela oportunidade de lutar no Brasil. Faz muito tempo que eu não luto aqui. Acho que se a luta fosse em Curitiba (estado onde nasceu), seria excelente, mas aqui no Rio também é ótimo. Estou mais perto da minha família, das minhas parceiras de treino, do mestre Paraná. Vamos poder trazer a mãe dele para estar participando do evento com a gente. Estou muito feliz, concentrada, e poder representar o meu país dentro de casa é espetacular.

– Cotada como favorita, mas se vendo como zebra

Pois é, eu me considero sempre a zebra. Inclusive, a Rose que é a campeã (risos). Ela venceu a Joanna duas vezes e eu não consegui. Acredito que eu evoluí muito desde aquela luta, mas as pessoas falaram que meu jogo é melhore que o dela (Rose). Eu não acredito nisso. Todas nós somos boas em alguma coisa. A única diferença é que eu tenho muito força e sou bem agressiva, mas a Rose vem em grande fase, e lá dentro do octógono vai ser a hora de se testar. Dentro de mim, eu acredito que eu sou a zebra, luto melhor assim, com esse ‘sentimento’, então esse é o meu pensamento. A Rose é a campeã e lá no dia, no octógono, vamos mostrar o nosso trabalho

– Fazer a luta principal de um card estrelado

Quer mais sonho do que isso? É difícil. Em 2011, quando eles lutavam aqui no Rio no UFC, eu estava começando a minha carreira. Agora eu estou fechando o evento com Anderson, Aldo, Minotouro. Quero mostrar que vou representar muito bem o Brasil, como eles representaram.

– Estudo da adversária

Eu acredito que, assim como eu, ela tem estudado meus defeitos, onde eu erro. Na luta contra a Joanna, deu para ver isso. Ela se movimentava muito bem e me atrapalhou. Eu venho me desenvolvendo muito no chão. Sou uma faixa marrom que treina muito. No Mundial em São Paulo, eu vou todos os anos e ganho. Estou me preparando muito.

– Importância do duelo para o MMA feminino

A importância de ter uma mulher lutando no Brasil é o incentivo a outras mulheres de poderem ser lutadoras ou o que elas quiserem. Nunca imaginamos ter lutadoras fazendo lutas principais no Brasil. Temos capacidade, sim, de fazer a luta principal e fechar com chave de ouro.

CARD PROVISÓRIO:

UFC 237
Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca (RJ)
Sábado, 11 de maio de 2019

Peso-palha: Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca
Peso-médio: Anderson Silva x Jared Cannonier
Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Ryan Span
Peso-galo: Bethe Correia x Irene Aldana
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Serginho Moraes
Peso-mosca: Wu Yanan x Luana Carolina
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli
Peso-galo: Jessica-Rose Clark x Talita Bernardo
Peso-leve: BJ Penn x Clay Guida
Peso-pena: Raoni Barcelos x Said Nurmagomedov
Peso-leve: Thiago Moisés x Kurt Holobaugh

Publicidade

Notícias relacionadas

1 COMENTÁRIO

DEIXAR UMA RESPOSTA

Por favor, poste seu comentário
Por favor, escreva seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Publicidade